Animais retirados de zoo poderão ser reintegrados à natureza

Animais retirados de zoo poderão ser reintegrados à natureza

No início do mês, 18 animais do zoológico do Parque das Hortênsias em Taboão da Serra, foram transferidos para a reserva da Associação Mata Ciliar, localizada em Jundiaí, interior de São Paulo. Foram transferidos, quatro macacos-prego, quatro corujas-orelhudas, três corujas-buraqueiras, uma suindara, duas corujas do mato, um gavião-de-rabo-branco e três caracarás. Alguns deles poderão ser reintegrados á natureza.

De acordo com o secretário de cultura e turismo, Laércio Lopes, “o objetivo da transferência, foi para preservar a saúde dos animais durante a reforma”.

SP taboadaserra upload 13256

Lopes informou que todos os animais estão bem instalados na Mata Ciliar, porém alguns deles, como as corujas e os macacos, estão sendo avaliados, e se houver condições poderão ser reintegrados à natureza. Se isso acontecer Taboão receberá novos animais, inclusive da fauna brasileira como lobos guarás e jaguatiricas.

“Se houver possibilidade, alguns daqueles animais serão reintegrados à natureza. O pessoal da Mata Ciliar está avaliando, se isso acontecer, Taboão receberá novos animais, após a reforma”, comentou o secretário.

Playground

Após reforma, o playground do Parque das Hortênsias passou a receber um número significativo de visitas, pincipalmente nos finais de semana. O local recebeu novos brinquedos, feitos em plástico polietileno e tubos de aço, gangorras, bancos, além do gramado sintético.

Para o secretário Laércio Lopes, é “muito bom” ver a quantidade de público que o parquinho tem recebido. “O playground é um sucesso, após a reforma o local ficou muito bonito. Ver a criançada se divertindo é gratificante”, disse Lopes.

Fonte: O Taboanense

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.