Animais são removidos de zoo para serem levados a festa infantil em Sorocaba, SP

Três animais que são do Zoológico Quinzinho de Barros teriam sido removidos do local para “animar” uma festa infantil. O caso, que foi tema da coluna “O D´eda Questão”, teria acontecido na noite desta terça-feira (29), em um espaço de buffet em Sorocaba.

As polícias Ambiental e Federal foram acionadas para atender a ocorrência, depois de denúncia do Comitê dos Direitos Animais de Sorocaba, por volta das 21h10. Segundo o colunista Djalma Benette, a autorização da remoção dos animais teria sido dada pelo diretor do zoo, Rodrigo Teixeira. 

De acordo com a coluna, foram retirados do local uma cobra, periquito australiano e até mesmo uma cabra. Em nota, a Polícia Ambiental afirmou que foram levados ao espaço uma ovelha e dois periquitos australianos.

Ainda segundo a nota da polícia, “A ovelha é um animal doméstico e os demais são animais exóticos, portanto, não há impedimento legal, em relação ao meio ambiente, em mantê-los no cativeiro”. Segundo a Polícia Ambiental, todos os animais foram vistoriados e não estavam em situação de maus-tratos. portanto, não houve necessidade de autuação ou apreensão dos animais.  

O caso foi noticiado durante o Jornal da Ipanema desta quarta-feira (30), na rádio Ipanema 91,1 FM. Segundo a Codan (Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais), o caso está sendo investigado em sigilo pelo Comitê Municipal de Bem Estar Animal, da Secretaria de Meio Ambiente.

A Prefeitura de Sorocaba informou que, por meio de sua Corregedoria Geral, tomou conhecimento nesta quarta-feira, das notícias sobre a suposta retirada de animais do Parque Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros”.

Diante dos fatos narrados, a Corregedoria protocolou ofício na manhã desta quarta-feira na Polícia Militar Ambiental solicitando cópia do Termo de Vistoria lavrado por aquela unidade policial.

A partir do recebimento desse documento, a Corregedoria irá definir sua atuação no caso. A Corregedoria salienta que, neste momento, foi aberta uma averiguação preliminar. Caso as informações não procedam, o caso é arquivado. Caso as informações fiquem evidentes, a averiguação preliminar é convertida em uma correição extraordinária.

A Prefeitura de Sorocaba informa que não houve qualquer autorização para retirada de animais do zoológico municipal.

Fonte: Jornal Ipanema

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.