Animais silvestres em cativeiro são apreendidos em Muniz Freire, ES

Animais silvestres em cativeiro são apreendidos em Muniz Freire, ES

Na manhã dessa terça-feira (21), a equipe da Polícia Militar Ambiental flagrou, durante patrulhamento no distrito de Piaçú, em Muniz Freire, um papagaio chauá, espécie da fauna nativa ameaçada de extinção, e uma maritaca maracanã, mantidas em cativeiro e em condições de maus-tratos.

Os pássaros, além de não possuírem anilha com a permissão do órgão ambiental competente, estavam com as asas cortadas para impossibilitar o voo.

As aves foram encaminhadas ao Instituto Estadual de Meio Ambiente do Espírito Santo (IEMA) para os devidos cuidados e posterior reintrodução ao meio ambiente.

A Polícia Ambiental adverte que é proibida a manutenção em cativeiro de qualquer animal silvestre da fauna nativa sem autorização, e que o abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, é crime, sendo o infrator sujeito à pena de detenção de três meses a um ano, e multa.

Qualquer denúncia ambiental pode ser realizada anonimamente através do endereço eletrônico disquedenuncia181.es.gov.br ou pelo telefone 181 e ainda, para região do Caparaó, pelo número (28) 3553-2042.

Fonte: Jornal Fato

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.