Animais silvestres recuperados pelo Cetas são soltos em reserva do estado na região de Entre Rios e Itanagra, BA

Animais silvestres recuperados pelo Cetas são soltos em reserva do estado na região de Entre Rios e Itanagra, BA
O retorno desses animais à natureza foi acompanhado por profissionais do Cetas. Foto: Acervo Bracell

Vinte animais silvestres resgatados e tratados pelo Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) de Salvador foram reintroduzidos nesta sexta-feira (5), na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Lontra, pertencente à Bracell na Bahia. Localizada entre os municípios de Entre Rios e Itanagra, a área ambiental recebeu, ao todo, seis jiboias, três jararacas, duas caninanas, uma cascavel, uma cobra-cipó-verde, um sabiá-laranjeira, um sabiá-barranco, dois tatuís e três sariguês-orelha-preta.

O retorno desses animais à natureza foi acompanhado por profissionais do Cetas, que é vinculado ao Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), e pelo biólogo Igor Macedo, especialista em Meio Ambiente da Bracell. Ele pontua que “a RPPN Lontra, que tem 1.377 hectares de vegetação nativa, foi escolhida por ser uma Área de Soltura de Animais Silvestres (Asas), o que garante as condições ideais para esses animais, que podem viver com segurança em espaço que abriga uma ampla diversidade de espécies”.

A Lontra também é um Posto Avançado da Reserva de Biosfera da Mata Atlântica reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Além dessa área de preservação, a Bracell possui mais três RPPNs na Bahia: a Japurá, a Falcão e a Pedra do São José, todas no município de Esplanada. A empresa conta ainda com outras duas áreas certificadas como Asas: a Fazenda Reunidas Marcanair, em Jandaíra, e a Fazenda Cachoeira, em Entre Rios. As informações são de assessoria.

Fonte: Jornal da Chapada