Anúncio emociona amantes de cães ao pedir piscina para Waylon

Anúncio emociona amantes de cães ao pedir piscina para Waylon

Por João Miguel Ribeiro

EUA waylon

Waylon tem 10 anos e sofre de artrite. Não pode andar, muito menos correr atrás de uma bola ou brincar como qualquer cão. Só na piscina é que não sente dores, mas a tutora não tem nenhuma. Jenny meteu um anúncio no Craiglist que está a emocionar os amantes dos cães.

Um anúncio publicado no Craiglist, talvez o mais conhecido site de classificados a nível mundial, está a emocionar todos os amantes de cães, em especial os que já acompanharam o ‘inverno’ de um fiel amigo.

Jenny, “mãe de um fabuloso com quase 10 anos cão de socorro chamado Waylon”, colocou um anúncio a perguntar por uma piscina que possa alugar. Mas o motivo é que está a tornar o caso viral.

“Waylon é um grandalhão que está a ficar velhinho e sofre de artrite. Já não pode ir passear ou correr, nem andar atrás de bolas ou meter-se em brincadeiras. Só é feliz quando pode nadar, livre das dores e sem peso. É a coisa mais fofa que já vi”, explicou Jenny.

O problema é que Waylon e Jenny vivem num apartamento, pelo que não têm acesso a uma piscina. “Certamente que há um amante de cães aqui em Los Angeles que tenha uma piscina que o Waylon possa usar para fazer terapia. Seria uma ou duas vezes por semana, entre 20 a 30 minutos cada sessão. Somos simpáticos e ambos nos portamos bem”, garantiu a dona.

Jenny está disposta a pagar em dinheiro ou, por exemplo, “com aulas de deliciosa cozinha vegetariana”. “Sou organizadora de eventos, haverá algo que eu possa impulsionar? Também posso cortar-lhe a relva, seja o que for”, acrescentou.

“Aproveitar o tempo em que o Waylon puder ficar sem dores e divertir-se é o que mais me importa. Se tiver uma piscina que eu possa usar ficarei eternamente agradecida. Vivemos em Beachwood Canyon, mas podemos ir a qualquer zona na região de Los Angeles para termos o privilégio da vossa hospitalidade”, concluiu a anunciante.

Fonte: PTJornal

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.