Após 13 dias, morre cachorro resgatado por funcionários da Emei Marcos Roberto, em Campo Grande, MS

Após 13 dias, morre cachorro resgatado por funcionários da Emei Marcos Roberto, em Campo Grande, MS
Mensagem que Cristiana enviou ao Direto das Ruas informando a morte de Bob. (Foto: Direto das Ruas)

“Estávamos tão felizes com a recuperação dele e hoje veio essa triste notícia. Estou arrasada”, diz mensagem de diretora da Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) que havia resgatado Bob junto com outros funcionários do colégio. O cachorro foi abandonado em uma caixa de papelão, amarrada em frente à escola, no dia 7 deste mês.

 

Cristiana Silva, de 45 anos, fez o resgate e acompanhou todo o tratamento do cãozinho. “Hoje é um dia muito triste para nós, mas fizemos tudo o que podíamos”, lamenta. Bob foi resgatado há 13 dias e já havia conquistado o carinho de muita gente.

A diretora recebeu o aviso da morte do cachorrinho por mensagem da pessoa que o adotou: “Ele descansou sendo cuidado os últimos dias de vida dele, né? ‘Tava’ feliz sendo medicado, comendo bem, tadinho. Fico feliz por isso e pelo seu gesto. Obrigada Cristiana. Sou grata por isso”. Em seguida veio mais um trecho de mensagem em forma de agradecimento, como se ele mesmo tivesse escrito: “Eu fui para o céu descansar titia, com outros cachorrinhos e estou em paz sem dor, sem fome. Muito obrigada”.

Bob recebeu ajuda de várias pessoas durante a tentativa de recuperação, até de uma pessoa que mora na Europa: “A Luciene adotou ele. Ela mora em Londres e viu a reportagem de vocês. No outro dia ela já enviou alguém para falar comigo e acabou adotando. Ela ainda levou ele para outra clínica onde continuou o tratamento”, explica Cristiana.

O cachorrinho tinha a doença do carrapato. “Ele já estava tão bem, comendo bem, estava animadinho. Até a transfusão de sangue foi feita certinho, mas a doença já estava em estágio avançado”, conta a diretora.

Por não ter imagens do momento do abandono ou algo que levasse até a pessoa que deixou Bob na caixa, Cristiana não registrou boletim de ocorrência. Revoltada com a situação, desabafa: “Olha o que a maldade faz com os nossos pequenos”.

Sobre o caso –  Bob foi encontrado por uma professora da Emei Marcos Roberto, depois do temporal da primeira terça-feira do mês de fevereiro. O cachorro estava dentro de uma caixa de papelão, amarrada com fio de internet e um lençol. Os funcionários da escola suspeitavam que o cachorrinho tivesse sido abandonado no local na noite anterior.

Crime – Vale ressaltar que o crime de maus-tratos tem pena de 2 a 5 anos de reclusão. As denúncias devem ser feitas na Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista).

Por Geniffer Rafaela

Fonte: Campo Grande News