Após ameaçar protetores com pedaço de pau, suspeito de maus-tratos aos animais é preso e cachorros são resgatados

Após ameaçar protetores com pedaço de pau, suspeito de maus-tratos aos animais é preso e cachorros são resgatados
Morador de Colombo é preso por maus tratos de animais. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Quatro cachorros que estavam sofrendo maus-tratos foram resgatados em uma residência no bairro Guaraituba, em Colombo, Região Metropolitana de Curitiba, na última quinta-feira (29). De acordo com a coordenadora da Equipe de Proteção Animal, Francielli Xavier, já havia sido realizada uma primeira vistoriaria após o recebimento de denúncias de protetoras e moradores locais. Entretanto, ao chegar novamente no local, foram encontrados os animas desnutridos e amarrados.

“Chegamos ao local e constatamos a situação dos animais que se encontravam desnutridos, porém o proprietário recepcionou a nossa equipe de forma ríspida, inclusive nos tocou da residência com um pedaço de pau. Deste modo, tivemos que pedir apoio da Delegacia do Meio Ambiente para tomar as medidas cabíveis”. Informou Xavier.

Na operação, a equipe da Secretaria do Meio Ambiente contou com a participação do Delegado Matheus Laiola e a Guarda Municipal. Segundo o Delegado, o proprietário já havia sido denunciado anteriormente por agressão aos animais.

“Chegamos aqui e os animais estavam presos em fio de luz, sem alimento e abrigo. Questionado sobre o seu comportamento contra os cães, o indivíduo confessou ter agredido, mas disse que não cometeu com gravidade. Assim, ele foi preso em flagrante e os animais foram recolhidos, ficando-os sob a responsabilidade do poder público do município”. Explicou o delegado Laiola.

A coordenadora Francielli Xavier relatou que o proprietário dos cães foi notificado pela Secretaria, e os cães recolhidos para atendimento veterinário.

“Os animais estão muito debilitados, desnutridos, com fraturas e necessitando de cuidados, sendo assim, vamos encaminhar eles para atendimento veterinário e uma alimentação proteica, para se recuperarem. Quando estiverem com a saúde restabelecida, serão castrados e colocados para adoção”. Informou a a coordenadora Francielli Xavier.

Por Caroline Maltaca

Fonte: Ricmais

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.