Após cavalo ser atropelado em Vila Velha (ES), animal ‘vela amigo’

Após cavalo ser atropelado em Vila Velha (ES), animal ‘vela amigo’
Cavalo é atropelado e outro "vela" o amigo na avenida Carlos Lindenberg, em Vila Velha. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

Um cavalo foi atropelado na Avenida Carlos Lindenberg, em Vila Velha, na manhã desta quarta-feira (30). O animal está caído na pista da direita, na altura do bairro Nossa Senhora da Penha, no sentido Segunda Ponte. Motoristas que passam pelo local colocaram uma sinalização para evitar que veículos atinjam o animal caído na pista. Segundo testemunhas, o condutor que atropelou o animal saiu do local. Não há informações se ele ficou ferido no acidente. Uma viatura do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar e da Guarda Municipal já estão no local.

De acordo com a reportagem da TV Gazeta, que está no local, o animal atropelado é uma égua. No entanto, em entrevista ao Bom Dia Espírito Santo, o médico veterinário Marcos Braun disse que, pelas imagens, ainda não é possível identificar se o animal morto é realmente uma fêmea.

Um outro cavalo está na avenida, solto, e parece estar “velando” o amigo. No entanto, segundo motoristas que passam pela região, ele estava muito agitado, correndo de um lado para o outro, oferecendo perigo para quem transita pelo local.

“Ele estava correndo de um lado para o outro. Eu vi que tinha um cavalo no chão e outro muito agitado, então parei lá na frente, sinalizei e coloquei o triângulo aqui, porque muitas pessoas estavam vindo e não viam o cavalo caído no chão”, disse um condutor que passava pela região.

Ainda segundo os motoristas, o acidente aconteceu por volta das 5h50. Mas, por volta das 6h40, o socorro ainda não havia chegado. Às 6h43, uma viatura do Batalhão de Trânsito da PM chegou ao local, e logo depois, uma equipe da prefeitura para a retirada do cavalo, o que aconteceu por volta das 7h20.

Prefeitura de Vila Velha

A assessoria de imprensa da Guarda Municipal de Vila Velha foi procurada pela reportagem. Por meio de nota, a Prefeitura de Vila Velha respondeu que, segundo informações da Guarda Municipal,  o animal foi atropelado por uma carreta, por volta da 6 horas da manhã desta quarta-feira (30). “O veículo não parou após o acidente e nem teve as suas placas anotadas. O animal já foi retirado da via por uma empresa contratada da PMV”, finaliza a nota.

Especialista explica comportamento de cavalo 

O médico veterinário Marcos Braun falou sobre a situação em que um cavalo fica ao lado do parceiro em casos como esse. Ele afirma que é uma característica dos equinos que andam sempre em bando.

“Antes de recolher o animal que está morto, deveriam fazer a contenção do parceiro dele. Ele não vai sair de perto, esse é um comportamento dos equinos, de andarem sempre em bando, principalmente quando escolhe a dupla. Pelo comportamento, o cavalo andava em par com esse. Ele não vai sair, correndo o risco de provocar um novo acidente. Faltou um pouco mais de preparo por parte da equipe que está recolhendo, eles deveriam conter o outro animal, para que ele não voltasse para a rua”, disse.

Para o animal que perdeu o parceiro, o indicado é encaminhá-lo para um outro grupo, para que faça uma adaptação. “A retirada bruta de um animal, que é acostumado a estar andando junto, causa um trauma momentâneo que ele não consegue entender a situação, de que o cavalo não está dormindo, que infelizmente morreu”, afirmou.

“Se passar o dia inteiro o cavalo ali, ele vai ficar o dia todo ao lado. O correto é levar o animal e buscar novos parceiros para ele, principalmente mais jovens, para que ele faça uma nova adaptação”  Marcos Braun – Médico veterinário

Fonte: Portal Guandu

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.