Após denúncia, CCZ de Capivari (SP) encontra três cães mortos e um abandonado em casa

Após denúncia, CCZ de Capivari (SP) encontra três cães mortos e um abandonado em casa

Responsável, que se mudou na quarta-feira, 25, disse que buscaria animais assim que conseguisse um veículo.

SP capivari maus-tratos-casa-nazira-mattar

Após denúncia de moradores à rádio Raízes FM, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) resgatou um cachorro desnutrido na sexta-feira, 27. Ele estava sozinho no quintal de uma casa, na Rua Nazira Mattar, em Capivari. Além disso, três foram encontrados mortos e levados pela Secretaria de Planejamento e Obras da cidade. O animal recolhido foi encaminhado ao CCZ para atendimento veterinário. 

De acordo com os vizinhos, a moradora da casa, que é catadora de materiais recicláveis, se mudou recentemente abandonando os animais no local, no qual foram encontrados muito lixo, ratos e baratas.

Ela afirmou à rádio que dois dos cachorros pularam do caminhão no momento da mudança e que o neto os trancou na residência. Segundo a mulher, os animais ficariam na casa até que ela conseguisse um veículo para buscá-los. Ela garantiu, ainda, que os bichos estavam vivos quando deixou a casa, na quarta-feira, 25.

A Vigilância Sanitária deu 48 horas para que a ex-moradora realizasse a limpeza do imóvel. Caso contrário, a responsabilidade seria do proprietário. Segundo a chefe da Vigilância Sanitária, Kelly de Campos, a casa está em processo de recuperação judicial e as chaves estão em posse da mulher.

De acordo com a diretora administrativa do CCZ, Maisa de Camargo, será redigido um Boletim de Ocorrência (BO) noticiando o fato e a responsável vai responder por maus–tratos e crime ambiental. Ainda segundo ela, o cachorro resgatado já foi adotado e seu estado de saúde é considerado muito bom.

Nota da redação de O Semanário: O jornal O Semanário entrou em contato com a ex-moradora da residência, mas ela não quis dizer sua idade, tampouco se pronunciar sobre o assunto.

Fonte: O Semanário

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.