Carne e espingarda foram apreendidas, em Santo Expedito — Foto: Polícia Ambiental/Cedida

Após denúncia de caça de animal silvestre, Polícia Ambiental apreende quase 10 kg de carne de capivara em Santo Expedito, SP

Quase 10 quilos de carne de capivara foram localizados em uma chácara, em Santo Expedito. A Polícia Militar chegou ao local neste domingo (31) após uma denúncia de caça de animal silvestre. Um homem, de 50 anos, foi multado por depositar espécime da fauna silvestre nativa.

A Polícia Militar Ambiental recebeu uma denúncia de caça de animal silvestre, em Santo Expedito, e foi até uma chácara para verificar a veracidade dos fatos.

O local, apesar de ser uma propriedade particular, não possuía cercas ou muro de isolamento. O espaço contava apenas uma cobertura improvisada com duas geladeiras, sendo que em uma delas havia duas peças de carne de capivara parcialmente congeladas.

Após identificar quem era o proprietário da chácara, a equipe foi até a casa do homem, na área urbana de Santo Expedito

Após tomar ciência da denúncia, o homem alegou que a carne de capivara que estava dentro da geladeira em sua chácara havia sido dada a ele por um rapaz durante uma pescaria, às margens do Rio Feio.

Questionado se possuía armas de fogo, o homem respondeu que sim e apresentou aos policiais uma espingarda de calibre 36, desmuniciada com a documentação estava vencida.

A equipe retornou à chácara com o envolvido e realizou a apreensão de 9,785 quilos de carne de capivara.

Os fatos foram apresentados na Delegacia da Polícia Civil, onde a arma ficou apreendida.

Também foi lavrado em desfavor do homem um Auto de Infração Ambiental no valor de R$ 500, por ter em depósito espécime da fauna silvestre nativa.

Após laudo de médico veterinário, a carne apreendida foi considerada imprópria para o consumo e foi destruída no aterro sanitário de Presidente Prudente.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.