Após denúncia de matança, gato de protetora é morto por envenenamento em Três Lagoas, MS

Após denúncia de matança, gato de protetora é morto por envenenamento em Três Lagoas, MS
Gato de protetora foi envenenado dois dias após fazer denúncia no Facebook. (Foto: Reprodução)

Gato de uma das integrantes do grupo “Protetoras Três Lagoas”, que defende a causa animal, foi morto por envenenamento nesta segunda-feira (7) no bairro Interlagos. Charlene Santana Bortoleto chegou em sua casa por volta das 19h e localizou o animal de estimação morto no quintal. Esse caso foi registrado dois dias após quatro casos de morte de gatos por envenenamento terem sido denunciados na página do Facebook “Protetoras”.

Conforme Charlene, seu animal foi levado imediatamente a um veterinário, porém, ele já estava morto. Exames realizados nesta terça-feira (8) mostraram que o gato foi morto por ingerir “chumbinho”, veneno clandestino utilizado, na maioria das vezes, para matar ratos.

Um laudo deve ser concluído nesta sexta-feira (10) pelo veterinário e Charlene destacou que assim que o documento ficar pronto vai registrar um Boletim de Ocorrência na PMA (Polícia Militar Ambiental). “Eu não vou descansar até descobrir o autor dessa maldade e eu quero justiça”, destaca.

Ela disse ainda que o gato de uma vizinha também foi envenenado nesta semana, mas ela chegou a tempo de salvar o felino. “Quando ela o viu ainda dava tempo de fazer alguma coisa. Infelizmente, o mesmo não aconteceu comigo”, lamenta.

Na última semana a morte de quatro gatos por envenenamento em um único bairro – Vila Nova -, chocou a população. Um dos moradores viu quando um idoso entregava uma salsicha para um dos animais e ele é o principal suspeito das mortes.

O caso foi registrado na PMA e será investigado.

Por Gisele Mendes

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.