Após denúncias, 3º Batalhão Ambiental da BM resgata três cachorros em situação de maus-tratos no RS

Após denúncias, 3º Batalhão Ambiental da BM resgata três cachorros em situação de maus-tratos no RS
A população pode fazer denúncia anônima de maus-tratos ou de situações que a vida dos animais estejam em risco pelo 190. | Foto: 3º Batalhão Ambiental da Brigada Militar/Divulgação/CP

Três cidades do Rio Grande do Sul foram alvo de operações do 3° Batalhão Ambiental da Brigada Militar (BABM) para combater maus-tratos a animais. Em São Luiz Gonzaga, foi resgatado um pit bull em situação de desnutrição e com uma lesão no quadril. Em São Borja, o resgate foi de um cachorro abandonado em um terreno baldio, com lesões na cabeça. E em Vacaria, o cachorro estava repleto de pulgas e preso a uma corrente com pelo embaraçado.

De acordo com dados do 3º BABM, de janeiro a abril deste ano foram realizadas 257 inspeções e averiguações. E em 41 ocorrências, caracterizou-se maus-tratos. A população pode fazer denúncia anônima de maus-tratos ou de situações que a vida dos animais estejam em risco pelo 190.

O responsável pelo pit bull foi identificado pela equipe do 3º BABM e responderá pelo crime de maus-tratos. O cachorro estava preso a uma corrente e apresentava sérios sinais de desnutrição. Além de uma lesão em processo de cicatrização no quadril.

O resgate em São Borja ocorreu após solicitação da Associação dos Colaboradores e Protetores dos Animais. Sem raça definida, o cachorro abandonado em um terreno baldio apresentava lesões na cabeça e foi atendido pelo médico veterinário que constatou o crime de maus-tratos. O responsável foi identificado, porém não foi localizado.

Após denúncia, um cachorro, sem raça definida, preso a uma corrente e com o pelo embaraçado, que dificultava a sua locomoção, foi resgatado em Vacaria. Foi configurado descuido com o animal. Como não havia ninguém na residência, o animal foi recolhido e entregue a OSCIP Amigo do Bicho para os cuidados necessários de higiene. Diante dos fatos, foi lavrado um boletim de ocorrência para fins de investigação do tutor do animal e a sua responsabilização penal.

Por Paula Maia

Fonte: Correio do Povo