Após encontrar um cachorro ensanguentado, vizinhos denunciam os maus-tratos

Após encontrar um cachorro ensanguentado, vizinhos denunciam os maus-tratos

Dentro de uma casa, havia um total de dez cachorros de diferentes raças, entre pit bulls e cães de caça, um deles com cicatrizes no rosto e com desnutrição.

Nas redes sociais, habitantes da colônia Mártires de Chicago, na cidade de Xalapa, no México, denunciaram um de seus vizinhos por maus-tratos a animal.

Em uma foto que circula com a publicação pode-se ver o cachorro ensanguentado devido à amputação de suas orelhas.

Foi na rua Manuel B. Trens, onde alguns vizinhos escutaram os grunhidos de um cachorro que estava ensanguentado dentro da casa, o qual mais tarde morreu.

Os vizinhos apontaram que já tinham denunciado este delito à Proteção de Animais do Município, a qual informou que, devido às questões de contingências pela covid-19, não estava atendendo nenhum tipo de denúncia, portanto, optaram por publicar nas redes sociais.

Minutos mais tarde chegaram os resgatistas, que encontraram no interior da casa dez cachorros de diferentes raças entre Pit Bulls e cães de caça, sendo que um deles estava com cicatrizes no rosto e em estado de desnutrição.

O delito de crueldade animal está previsto e criminalizado no Código Penal do Estado de Veracruz, como Delitos Cometidos por Atos de Maus-tratos ou Crueldade contra os Animais, que se estabelece no artigo 264 bis.

“A quem intencionalmente cometa atos de maus-tratos ou crueldade contra qualquer animal, que cause sofrimento ou feridas ao mesmo, terá que cumprir de seis meses a dois anos de prisão 

e pagar uma multa de cinquenta a cem dias de salário mínimo.”

Por  Inés Tabal G / Tradução de Maira Lavalhegas Hallack

Fonte: La Silla Rota

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.