Após receber chip no casco, tartaruga é devolvida ao mar em Rio Grande, RS

Após receber chip no casco, tartaruga é devolvida ao mar em Rio Grande, RS

Por Lisandra Reis

RS cassino tarta 

A tartaruga da espécie cabeçuda que foi encontrada na areia no dia 27 de janeiro a 50km da praia do Cassino, no Litoral Sul do Rio Grande do Sul, foi devolvida ao mar na manhã desta sexta-feira (13). A fêmea adulta, com 89 quilos e 92 cm, foi levada em uma lancha e liberada por biólogos e oceanólogos do Centro de Reabilitação de Animais Marinhos da Universidade Federal de Rio Grande (Cram) a cerca de 4km dos molhes da barra, na praia do Cassino.

Encontrada com sintomas de desidratação na beira-mar, a tartaruga foi encaminhada ao Cram, onde recebeu tratamento. O animal será monitorado por meio de um transmissor de satélite instalado no casco. Durante dois anos, o equipamento ligado a bateria vai informar a localização, a profundidade e até com o que a tartaruga, que foi batizada com o nome Cram, se alimenta.

Essa é a décima tartaruga monitorada pelo projeto Tartarugas no Mar, do Núcleo de Educação e Monitoramento Ambiental (Nema) da universidade.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.