Após repercussão do vira-lata caramelo, Banco Central deve fazer campanha de adoção animal

Após repercussão do vira-lata caramelo, Banco Central deve fazer campanha de adoção animal
Campanhas e montagens na internet colocaram o vira-lata na nota de R$ 200. - Foto: Reprodução/Internet

Após a repercussão para a campanha para que o cachorro vira-lata caramelo estampasse a nota de R$ 200, o Banco Central respondeu o deputado federal mineiro e líder do Patriota na Câmara, Fred Costa. O presidente da instituição bancária, Roberto Campos Neto, disse ao deputado que o símbolo da cédula vai permanecer sendo o lobo-guará, mas garantiu que o órgão vai promover uma campanha para incentivar a adoção de animais.

Na última quinta-feira (30), o parlamentar e defensor da causa animal lançou um abaixo-assinado online em favor do cão que protagoniza vários memes. A petição já contava com cerca de 50 mil assinaturas e isso chamou a atenção de Neto. Segundo Fred Costa, o presidente da instituição financeira disse que o objetivo é que a campanha seja realizada na segunda quinzena de agosto. 

No último dia 29, o Banco Central informou que o Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou o lançamento da cédula de R$ 200, que terá como personagem o lobo-guará. A nova nota deve entrar em circulação no final deste mês. E, com isso, a cédula acabou inspirando vários memes nas redes sociais, inclusive com o vira-lata caramelo e a ema que bicou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Por Fransciny Alves 

Fonte: O Tempo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.