Após saber de vídeo sobre ‘eutanásia’, veterinária teria agredido e trancado duas pessoas no CCZ

Após saber de vídeo sobre ‘eutanásia’, veterinária teria agredido e trancado duas pessoas no CCZ

MS campogrande 872112845

Duas pessoas ligadas à proteção dos animais, Aline Felix e um homem que preferiu não ser identificado, teriam gravado um vídeo, neste domingo (7), em que uma veterinária do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Campo Grande, MS, confessa que a unidade teria sacrificado um cachorro que estava bastante ferido.

Após saber da existência desse vídeo, a veterinária os teria agredido, bem como trancado o portão do CCZ, impedindo, assim, que os dois saíssem do local com a gravação. O incidente ocorreu neste domingo (7), por volta das 13 horas em Campo Grande.

Além disso, essa mesma veterinária teria admitido neste vídeo que o CCZ não teria verba suficiente para tratar os animais feridos que chegam à instituição e, por este motivo, o sacrifício de animais debilitados seria uma praxe.

De acordo com Aline, a veterinária trancou o portão a fim de tomar o vídeo, porém, eles informaram que só entregariam tal material para a polícia.

Com isso, todos foram encaminhados para a Depac Piratininga (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) para prestar depoimentos.

A reportagem tentou contato com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), mas em virtude do feriado não obteve retorno. Os cerca de 10 funcionários do CCZ que prestam depoimento na Depac também foram contatados, contudo preferiram não se pronunciar

De acordo com o Depac, o casal foi detido por desacato a servidor público em atividade.

Fonte: Midia Max

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.