Após suposto crime de maus-tratos, cavalo é sacrificado em Duque de Caxias, RJ

Após suposto crime de maus-tratos, cavalo é sacrificado em Duque de Caxias, RJ
Segundo a veterinária Márcia Rolim, o cavalo pode ter sofrido sem ter recebido socorro entre 2h até 8h, quando ela compareceu ao local logo após ser acionada - Créditos / WhatsApp do DIA (98762-8248)

Um cavalo vítima de maus-tratos foi encontrado agonizando no bairro Parada Angélica, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, durante a manhã desta sexta-feira (30). Um vídeo foi registrado e mostra o momento em que o animal estava vivo e profundamente machucado, deitado no asfalto com ferimentos graves da cabeça até a barriga, com perfurações, fraturas expostas e sem uma parte da pele. A suspeita é que ele tenha sido arrastado durante 3 quilômetros por um caminhão. As marcas ficaram expostas no asfalto da localidade.

Acionada por jornalistas, a veterinária Márcia Rolim, acompanhada pelo veterinário Flávio Graça, compareceu no local voluntariamente por volta das 8h para realizar a eutanásia do animal.

Segundo Márcia, o cavalo já não tinha condição de sobreviver, então para diminuir o sofrimento, foi necessário realizar um procedimento de analgesia profunda antes de sacrificar o animal. Ela denunciou o caso em suas redes sociais e pediu por justiça.

“O cavalo caído estava com muitas escoriações, já sem pele, em todo o lado esquerdo do corpo, com múltiplas fraturas, perfuração intestinal, e um sofrimento absurdo de maus-tratos. Segundo relatos dos vizinhos, esse animal foi arrastado por três quilômetros, eu tenho um vídeo com a marca de sangue pelo asfalto e ele foi largado na rua por volta de 2h até 3h da manhã, então ele ficou sofrendo da madrugada até a nossa chegada no local”, disse.

Em nota, a Polícia Civil informou que agentes apuram o suposto crime de maus-tratos e o caso é investigado pela Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente.

Fonte: Meia Hora

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.