Aprovada proibição de uso de chicote em animais em Santa Cruz do Sul, RS

Aprovada proibição de uso de chicote em animais em Santa Cruz do Sul, RS
Câmara de Vereadores. Foto: Jacson Stülp

Em uma sessão sem temas polêmicos em pauta, os vereadores de Santa Cruz do Sul aprovaram nesta segunda-feira, 21, um projeto de lei que proíbe o uso de chicote ou qualquer outro instrumento para açoitar animais. A restrição mira principalmente condutores de veículos puxados por cavalos, como pessoas que atuam no recolhimento de materiais descartáveis.

Na justificativa, a autora do projeto, Bruna Molz (Republicanos), alega que o uso de chicotes causa ferimentos aos animais e que essa é uma prática “rudimentar e arcaica”. “A pele do cavalo tem sua estrutura anatômica e fisiológica que é muito delicada. Por isso, é extremamente sensível a lesões. Usar um chicote com uma força maior causa ferimentos graves como corte e danos aos tecidos do animal”, disse.

A proposta, que agora segue para análise da prefeita Helena Hermany (PP), prevê que a Prefeitura fiscalize os veículos de tração animal e permite que seja feito um cadastro de condutores bem como sejam elaborados programas para reinserção no mercado – o que, na prática, já é previsto em uma lei de 2016, inclusive com prazo para esse ano.

Por Gabriel Garcia

Fonte: GAZ

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.