Arara, coruja e até jiboia: animais silvestres são resgatados em áreas urbanas do DF

Arara, coruja e até jiboia: animais silvestres são resgatados em áreas urbanas do DF

Uma coruja-buraqueira, um sagui, uma arara e até uma jiboia de 70 centímetros de comprimento foram resgatados pela Polícia Militar Ambiental nessa segunda-feira (22). Os animais, alguns deles feridos, estavam em áreas urbanas do Distrito Federal.

A arara da espécie canindé foi um dos animais encontrados machucados e, por isso, precisou de cuidados. Segundo os militares, a ave pousou no quintal de uma casa em Planaltina e estava com uma das asas cortadas.

“O animal foi ferido com a linha de pipa e não conseguiu voar”, explicou o major José Gabriel de Souza Júnior. “Não decepou, mas feriu bastante.”

Jiboia resgatada em cabine de caminhão na Estrutural, no DF — Foto: PMDF/Divulgação
Jiboia resgatada em cabine de caminhão na Estutural, no DF — Foto: PMDF/Divulgação

Já a cobra estava escondida na cabine de um caminhão. Mecânicos que faziam reparos no veículo, em um galpão na Estrutural, acharam o animal e chamaram a equipe de resgate. Apesar do susto, ninguém se machucou.

Um sagui-de-tufos-pretos também foi resgatado. O animal estava com a pata machucada em um jardim de um escritório de advocacia, na QI 13 do Lago Sul.

Coruja resgatada pela PM Ambiental no DF — Foto: PMDF/Divulgação
Coruja resgatada pela PM Ambiental no DF — Foto: PMDF/Divulgação

Em Samambaia, os policiais resgataram uma coruja-buraqueira. Ela apresentava um ferimento na asa.

Os PMs levaram os bichos ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Além disso, cinco canários, um jabuti, um papagaio e um ouriço-cacheiro também foram capturados em áreas urbanas depois chamados de moradores na segunda-feira (22).

Animais silvestres na cidade

Somente na segunda (22), a Polícia Militar Ambiental recebeu 12 chamados. Neste ano, o Batalhão Ambiental resgatou 1.364 animais, entre aves, mamíferos e répteis.

Para a PM, o aumento do período de chuvas neste ano fez crescer o número de pedidos de resgates. A invasão do ser humano em áreas verdes da capital também é outro fator, apontou o major Souza Junior.

O policial explica que são recorrentes casos de animais feridos por carros, fios e linhas de pipa.

Sagui resgatado pela PM Ambiental; animal estava com a pata quebrada. — Foto: PMDF/Divulgação

O que fazer?

De acordo com a Polícia Militar Ambiental, ao encontrar uma serpente, em casa, o ideal é isolar o animal no ambiente. Em seguida, a pessoa deve entrar em contato com o batalhão pelo telefone (veja números abaixo).

Quando resgatados, se estiverem em bom estado de saúde, os bichos são soltos na área de preservação mais próxima. Caso estejam feridos, são levados ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas).

Polícia Militar Ambiental DF

(61) 99351-5736
Central 190

Por Marília Marques 

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.