Araras são achadas mutiladas em viveiro ilegal em SP

Araras são achadas mutiladas em viveiro ilegal em SP
Araras-canindé foram localizadas em viveiro irregular em Iguape, SP. (Fotos: Divulgação/PMA)

Duas araras-canindé, ameaçadas de extinção, foram resgatadas de um viveiro irregular em Iguape, no litoral de São Paulo, após terem sido encontradas mutiladas. O proprietário do imóvel foi multado em R$ 22 mil e responderá por crime ambiental em liberdade.

Policiais militares ambientais localizaram uma propriedade suspeita na Estrada do Icapara, de onde foi possível avistar uma área com grades semelhanças a um viveiro. Ao se aproximarem, verificaram as duas aves, visivelmente machucadas.

O proprietário da residência, um homem de 40 anos, que não teve a identidade informada, foi chamado e liberou a entrada dos policiais para uma vistoria. Ele afirmou que as araras ficam em cativeiro à noite e são soltas em poleiros pela manhã.

Policiais desconfiaram de viveiro durante patrulhamento em Iguape, SP.

Uma das aves possuía uma anilha, que correspondia a uma nota fiscal apresentada pelo dono. A outra arara não tinha qualquer identificação, mas estava machucada. Ambas também estavam com as asas cortadas, para impedí-las de voar.

Um veterinário foi acionado e constatou que ambas tinham indícios de automutilação, por viverem em cativeiro e por estarem em meio a outros animais, como cachorros. Segundo o profissional, elas também não tinham alimentação adequada.

O infrator foi levado até a Delegacia Sede da cidade, onde prestou depoimento e acabou indiciado por crime ambiental. Ele foi liberado após a assinatura de um termo circunstanciado. As aves foram recolhidas e serão encaminhadas para tratamento.

Equipe localizou ave machucada em meio a viveiro em Iguape, SP.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.