Argentina: suposto assassino do cão Chocolate é detido

Argentina: suposto assassino do cão Chocolate é detido
Foto: Divulgação.

Um homem de 36 anos foi detido como o suposto autor dos maus-tratos e esfolamento vivo do cão Chocolate, crime que aconteceu na cidade argentina de San Francisco, que causou a morte do animal.

O feito comoveu os moradores da cidade da província Córdoba, e com o lema “Todos somos Chocolate”, gerou mobilizações em diferentes pontos do país para pedir o esclarecimento do brutal ataque.

O juiz de San Francisco, Oscar Gieco, ordenou a detenção de um homem residente nessa localidade, de acordo com a confirmação de uma fonte policial do departamento San Justo.

O cachorro de três meses foi encontrado por uma vizinha no bairro no dia 3 de janeiro com feridas cortantes, parte de uma das orelhas arrancada e grande parte do seu corpo esfolado.

Como consequência dos sérios ferimento, e apesar do cuidado e tratamento recebido, Chocolate morreu duas semanas depois.

Oficialmente, até o momento não se sabe mais dados sobre as evidências que comprometeriam o homem detido que, de acordo com informação policial, reside em uma fazenda ao lado de onde Chocolate foi encontrado e é, a princípio, o suspeito responsável por infringir a lei 14346 de maus-tratos contra animais.

Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: El Diario de Carlos Paz

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.