As orcas do SeaWorld estão atacando seus tanques – e perdendo seus dentes

As orcas do SeaWorld estão atacando seus tanques – e perdendo seus dentes

Por Ameena Schelling / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fotos recentes mostram o quanto as orcas de SeaWorld estão sofrendo.

As imagens – que foram tiradas no Loro Parque, um parque marinho nas Ilhas Canárias Espanholas onde várias orcas do SeaWorld estão emprestadas – mostram um dano extenso aos dentes de muitas orcas.

Alguns dentes estão desgastados tão seriamente que a polpa está aparecendo, enquanto outros foram perfurados ou quebrados quase que completamente.

Já é conhecido há tempos que as orcas do SeaWorld – tanto nos EUA como em outros países – quebram seus dentes ao mastigar o concreto e as paredes de metal nada naturais de seus tanques, um sinal de frustração e tédio em cativeiro.

Mas as novas fotos mostram quão severos são os danos – e como isso pode acontecer rapidamente. A pesquisa foi conduzida pela Free Morgan Foundation (FMF – Fundação Liberte Morgan), um grupo fundado pela notável bióloga marinha especialista em orcas, Ingrid Visser.

Espanha IlhasCanarias orcas perdendo dentes2

“As imagens dos dentes no relatório falam por si mesmos”, os pesquisadores escreveram. “Elas são explícitas, indiscutíveis, e universalmente reconhecidas como ‘dolorosas’ para qualquer humano que já teve uma cárie, um dente lascado, quebrado ou caído, ou teve um dente perfurado pelo dentista”.

Espanha IlhasCanarias orcas perdendo dentes3

De acordo com o relatório, as orcas do Loro Parque têm entre 41,66 e 70 por cento dos dentes em sua mandíbula inferior danificados, dependendo do indivíduo.

Apesar de que os problemas dentários possam parecer superficiais, eles podem rapidamente se transformar em uma situação de risco de vida. As orcas estressadas irão roer seus tanques quase que compulsivamente, gastando-os até que eles exponham a polpa.

Assim como os dentes humanos, a polpa exposta pode agir como um portal para a corrente sanguínea, permitindo potencialmente que infecções mortais criem raízes. Como resultado, o SeaWorld – ou neste caso, os cuidadores do Loro Parque – perfuram os dentes, um procedimento doloroso similar ao de canal que é feito sem anestesia.

Espanha IlhasCanarias orcas perdendo dentes4

Os dentes ocos não são preenchidos, e devem ser lavados diariamente para prevenir doenças. Mas as orcas não param de roer, então seus dentes estruturalmente danificados serão desgastados até a gengiva, fraturados ou irão até mesmo se desintegrar.

O resultado é uma vida inteira de dor e desconforto, tanto pelo desgaste inicial e o cuidado dentário diário, como com a eventual destruição dos dentes.

Espanha IlhasCanarias orcas perdendo dentes5

Espanha IlhasCanarias orcas perdendo dentes6

O caso mais chocante é o da Morgan, uma fêmea de aproximadamente 9 anos que foi vista nadando na costa holandesa em 2010. Ela parecia estar doente, e foi capturada pelo Harderwijk Dolphinarium com a alegação de reabilitá-la.

Entretanto, ao invés de retornar à natureza, Morgan foi transferida ao Loro Parque através de uma série de ações sombrias que críticos descreveram como “lavagem de orcas”.

O SeaWorld agora reivindica a propriedade de Morgan, e ela vive com outras cinco orcas que o SeaWorld emprestou para o parque. Apesar dos extensos sinais de que Morgan está indo muito mal em cativeiro – incluindo um incidente nesta primavera quando ela foi vista pulando para fora de seu tanque para escapar o assédio de outras orcas – ela agora passa seus dias fazendo truques no circo marinho do Loro Parque.

A compilação de fotos abaixo mostra a seriedade dos danos nos dentes de Morgan em menos de quatro anos sob os cuidados do SeaWorld (as datas estão listadas ao lado esquerdo das fotos no formato ano/mês/dia). Quando ela foi capturada, Morgan tinha um conjunto completo e saudável de dentes pontiagudos, como é normal com as orcas selvagens. Em abril, vários de seus dentes frontais estavam quase sumindo pelo desgaste e danos devido ao cativeiro.

Espanha IlhasCanarias orcas perdendo dentes7

“Este nível de dano é chocante e preocupante”, a equipe notou.

“Em três anos, 10 meses e 10 dias, Morgan foi de 0 por cento de danos severos nos dentes do lado direito de sua mandíbula para 75 por cento”, os pesquisadores escreveram. “Em cativeiro, a dentição da orca é um indicador fundamental do comprometimento do bem-estar dos animais. O dano aos seus dentes é um atributo físico indiscutível que é extremamente fácil de identificar, avaliar e documentar ao longo do tempo”.

É claro, o Loro Parque vem negando há tempos que suas orcas estão nada menos do que em perfeita saúde. Recentemente em abril, o parque negou que Morgan tivesse qualquer trauma dentário severo em um blog sobre umas das visitas recentes de Visser.

“A Dra. Visser recebeu os últimos relatórios veterinários feitos por um veterinário internacional independente com mais de 40 anos de experiência com baleias orcas, provando novamente que não há nenhuma preocupação sobre o estado de saúde de Morgan”, o parque escreveu. “A Dra. Visser perguntou sobre os dentes quebrados de Morgan, e a equipe veterinária confirmou que Morgan não tinha nenhum dente quebrado, somente desgaste em alguns deles”.

Espanha IlhasCanarias orcas perdendo dentes8

Entretanto, essas alegações são claramente refutadas pelos dentes cada vez piores de Morgan. “Para ser claro, ‘desgaste’ é tipicamente considerado ser algo superficial como um arranhão na pele, apesar de que danos permanentes podem ocorrer a partir do desgaste”, a equipe de pesquisadores escreveu. “Um desgaste estaria no limite mais baixo da escala de lesões, completamente oposto ao dano extremo que documentamos”.

Os pesquisadores também afirmaram que, quando chegaram ao parque para fotografar Morgan, o pessoal normalmente a moveria para o tanque médico nos fundos a fim de tornar mais difícil de vê-la. Quando os pesquisadores pediram para receber um close dos dentes de Morgan, segundo eles, lhes foi negado com a desculpa de que eles haviam criticado a facilidade no passado.

Espanha IlhasCanarias orcas perdendo dentes9

O SeaWorld também têm desviado as preocupações sobre a saúde dentária das orcas, apesar da evidência extensiva que isso está acontecendo tanto com as orcas no SeaWorld como com aquelas emprestadas ao Loro Parque.

No website do parque, o SeaWorld alega que os dentes danificados de suas orcas são naturais. “Baleias orcas, assim como todas as baleias e golfinhos com dentes, desenvolvem dentes desgastados”, diz. “E assim como nossas orcas, é o resultado de exploração e manipulação de coisas em seu ambiente… Vendo as fotos de orcas encalhadas, você realmente vê que muitas delas possuem exatamente o mesmo perfil dentário de nossas orcas”.

Espanha IlhasCanarias orcas perdendo dentes10

Entretanto, essas justificativas são “obtusas”, os pesquisadores dizem. Eles notam que somente uma pequena subpopulação de orcas selvagens apresentam desgastes significativos nos dentes, e normalmente é devido à peculiaridade da população, como um grupo que se alimenta de tubarões com pele áspera. As orcas do SeaWorld não são parentes das orcas que comem tubarões, e não têm nada em sua dieta que possa causar tal desgaste. Também é muito bem documentado que orcas entediadas irão roer o concreto e o metal em seus tanques por frustração – a causa clara de seus dentes danificados extensivamente.

Espanha IlhasCanarias orcas perdendo dentes11

 “É importante notar que o dano extremo observado nos dentes de todas as orcas em cativeiro não pode ocorrer devido à alimentação na maneira absurda que a indústria descreve, porque treinadores as alimentam jogando pedaços de peixe diretamente em suas gargantas”, o estudo diz. “Tal alimentação usualmente acontece enquanto as orcas estão estacionárias (comandadas a permanecerem nessa posição) e o peixe raramente, ou nunca, encosta nos dentes. Os dentes, portanto, não são usados para capturar ou segurar sua comida, e nem estão envolvidos na manipulação do alimento”.

Espanha IlhasCanarias orcas perdendo dentes12

Espanha IlhasCanarias orcas perdendo dentes13

Para os pesquisadores, esses sinais mais recentes de problemas dentários são somente mais uma evidência mostrando porque grandes cetáceos como orcas não prosperam em cativeiro. Eles têm a esperança de que a documentação pública – em face às constantes negações do Loro Parque e do SeaWorld – ajudarão a mudar as vidas das orcas para melhor.

“Existem problemas enormes e inaceitáveis de bem-estar associados com a manutenção de orcas em cativeiro no Loro Parque”, FMF escreveu. “É imperativo para esses animais que eles recebem melhores condições de vida”.

Se você acha que Morgan e as outras orcas do SeaWorld merecem mais do que isso, clique aqui para saber como você pode entrar em contato com o SeaWorld e o Loro Parque. Para ajudar a equipe que luta por Morgan, você pode fazer uma doação à Free Morgan Foundation aqui.

Fonte: The Dodo

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.