Asilo em Santa Catarina adota cães velhinhos para fazerem companhia aos idosos

Asilo em Santa Catarina adota cães velhinhos para fazerem companhia aos idosos

Idosos (humanos) vivendo em asilos à espera de uma visita. Idosos (animais) vivendo em abrigos à espera de alguém que os leve para casa. Então, por que não promover o encontro (e a felicidade) desses dois grupos?

Parece óbvio, mas o Lar de Idosos Viva Mais foi um dos primeiros a enxergar a possibilidade. Em parceria com o Canil Abrigo Animal, a instituição adotou duas cadelinhas idosas, a Mel e a Mimosa, para viver no asilo junto com os dezenas de internos.

Além de fazer companhia, as cachorrinhas garantem ocupação aos idosos. Isso porque são eles mesmos que ficam responsáveis pelos cuidados com os animais. A cada dia da semana, uma pessoa é responsável pela água, alimentação e escovação das vira-latas.

Mimar as duas, no entanto, é a especialidade de todos – a qualquer hora do dia. Segundo a administração do asilo, depois da chegada de Mel e Mimosa, os idosos estão muito mais animados e demonstram cada vez menos sintomas de solidão. Já as cachorrinhas puderam enfim ter a oportunidade de serem adotadas por pessoas que não ligam para a sua idade. É ou não é uma ótima ideia para ser replicada?

Só no Canil Abrigo Animal, de onde vieram Mel e Mimosa, há pelo menos mais 300 animais idosos, devidamente vacinados e vermifugados, esperando por um lar. Fica a dica para os asilos espalhados Brasil afora!

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.