ASPAA acusa prefeitura de Patos de Minas (MG) de omissão em cuidar dos animais de rua

ASPAA acusa prefeitura de Patos de Minas (MG) de omissão em cuidar dos animais de rua
Foto: Gustavo Brito

O presidente da Associação de Proteção Animal e ambiental de Patos de Minas – ASPAA, acusou nesta terça-feira (06) o município de omissão quanto aos serviços sanitários que são de responsabilidade do poder público e que vem gerando sobrecarga para a ONG. Ricardo Rodrigues pede providências na contratação de um médico veterinário para o centro de controle de zoonoses.

Os voluntários da ASPAA reclamam que estão sendo obrigados a desenvolvendo trabalhos que seriam na verdade de responsabilidade do município . Ainda conforme Ricardo Rodrigues, na última semana foi necessário realizar pelo menos três eutanásias, e os custos foram pagos pela ONG que gasta em média R$ 6 mil mensais com médico veterinário. Para o presidente este tipo de procedimento deveria ser feito pelo veterinário do Centro de Controle de Zoonoses.

A informação repassada a nossa reportagem pelo secretário municipal de saúde, José Henrique Nunes Borges, a situação é temporária, afirmando que a prefeitura junto ao setor de saúde já está realizando todos os tramites para a contratação de um novo profissional. Sobre a possibilidade de reforma ou ampliação do canil municipal, que ajudaria a desafogar a ASPAA, o secretário disse que não existe esta intenção, ressaltando que a responsabilidade do município é de apenas cuidar dos animais doentes e devolve-los para as ruas.

Fonte: Patos Já

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.