SP VargemGdoSul chacara H

Associação de proteção é invadida e animais são torturados e mortos

Chácara em Vargem Grande do Sul, SP, abriga mais de 90 cachorros. Um dos animais vivia em um espaço separado e foi encontrado dilacerado.

SP VargemGdoSul chacara

Uma chácara onde uma associação cuida de animais foi invadida e alguns cães foram maltratados e dois foram mortos no início da semana passada, em Vargem Grande do Sul (SP). O local abriga 95 cachorros e, segundo a presidente da Associação Amigos dos Animais, Evania Coracini, sete já foram mortos este ano.

Evania contou que um deles, chamado de Bruninho, vivia em um espaço separado e foi encontrado dilacerado. Uma cadela foi torturada com choque elétrico, mas resistiu. E outra cachorra foi morta por outros animais do canil. A suspeita é que ela tenha sido solta de propósito. “O canil é fechado e tem uma trava, não tem como o animal abrir”, contou.

Ela registrou um Boletim de Ocorrência e aguarda que algo seja feito. “Eu espero que pegue a pessoa que esteja fazendo isso e que a hora que chegar ao Ministério Público seja feita a justiça”, disse.

As mortes deixaram o voluntário Elcio Macedo Costa indignado. “Eu fiquei transtornado. Porque você espera chegar aqui e ver tudo bem. A gente sai daqui, os deixa bem e no outro dia encontrar o animal do jeito que foi encontrado. Acho um absurdo”, lamentou.

Segurança

Para reforçar a segurança, a associação conseguiu doações para trocar o portão e instalar oito câmeras de monitoramento. Assim, pelo celular será possível saber tudo o que acontecer no local 24 horas por dia.

Alguns cachorros têm ficado soltos também para ajudar na vigilância e os voluntários também tem se revezado para cuidar do espaço. A pena para quem maltratar animais vai de três meses a um ano de detenção, além de multa.

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.