SP americana1 rodeio de americana dia 12 06 2015 3 433787 H

Associação quer barrar rodeios em Americana e Jaguariúna, SP

SP americana1 rodeio de americana dia 12 06 2015 3 433787A ABNTP (Associação Amor de Bicho Não Tem Preço) anunciou que entrará com representações no MPE (Ministério Público Estadual) contra a realização dos rodeios de Americana e Jaguariúna neste ano. Segundo a presidente da ONG, Claudia de Carli, o veto da Justiça a duas provas do rodeio de Barretos – vaquejada e laço – será incluído no texto como argumentação. Carli afirmou que as representações serão protocoladas na semana que vem.

A organização já fez denúncia contra o rodeio de Americana em 2014, mas ela foi indeferida. “Barretos é uma grande vitória, porque nunca ninguém conseguiu barrar nada lá, então vamos tentar de novo nas cidades da região”, afirmou a voluntária. Ela diz que incluirá, também, laudos de veterinários que apontam a violência contra os animais nas provas.
Cláudia lembra que a ABNTP foi uma das entidades que pediu o fim do rodeio de Hortolândia após seis cavalos que participavam do evento fugirem para a Rodovia Francisco Aguirre Proença (SP-101) em março de 2014. Dez carros se envolveram em acidentes com os animais, mas ninguém morreu.

BARRETOS

O TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) proibiu as provas de laço e vaquejada do rodeio de Barretos em decisão divulgada na terça-feira. A Procuradoria Geral da Justiça ingressou com uma Adin (ação direta de inconstitucionalidade) contra uma lei do município que revogava o artigo 2º da Lei Municipal nº 4.446 de 2010, que já proibia as duas provas.
Com a exclusão da lei, as provas voltam a ser proibidas no município. Na decisão, o relator Péricles Piza argumenta que “uma maior preocupação humana com os animais, requer uma maior preocupação jurídica da mesma forma”. Na prova de laço, um bezerro de aproximadamente 40 dias é laçado em velocidade e depois jogado no chão pelo peão, que amarra três de suas patas. Já na vaquejada, dois cavaleiros emparelham um touro e tentam derrubá-lo por meio de puxões pelo rabo.

Fonte: Portal Todo Dia

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.