Atendente de hotel de cachorros é filmado dando socos e chutes nos animais

Atendente de hotel de cachorros é filmado dando socos e chutes nos animais; vídeo

O hotel de creche de animais domésticos, Mucky Pups, foi denunciado nas redes sociais em um vídeo postado por uma ex-funcionária que chocada com a violência dispensada aos animais resolveu expor a empresa.

Um cuidador de cachorros está sendo investigada por suposto abuso de animais depois que um vídeo surgiu nas redes sociais mostrando-o agredindo os animais. A RSPCA (maior e mais antiga ONG de proteção animal do Reino Unido) confirmou que estava analisando imagens que pareciam mostrar John Walker, 67 anos, socando, chutando e usando alças de esfregão para agredir cães no Hotel e Creche de Animais Mucky Pups em Lancashire, na Inglaterra.

A ex-funcionária da empresa, Chelsea Devine, de 19 anos, vazou as imagens depois de afirmar que foi forçada a desistir do trabalho quando se queixou do abuso à filha de Walker, Lauren, dona do estabelecimento. Ela disse que trocou mensagens de texto com Lauren, que negou que o pai tivesse abusado dos cães.

Devine, que contou que um dos animais estava mancando depois de ser abusado, disse ao jornal Sun: “É desprezível o que ele faz com esses pobres animais”. Lauren, a proprietária, acrescentou posteriormente: “Abusar deles é a palavra errada. Métodos de correção pesados, sim. Dizer que meu pai estava abusando deles, está incorreto. ”

O Mucky Pups, que cobra 15 libras (cerca de 80 reais) por dia para cuidar de cães, publicou um comunicado em seu Facebook antes de desativá-lo. O post dizia: “Atualmente, estamos cientes dos vídeos que circulam no Facebook, eles são angustiantes, mas não são a história completa, o homem no vídeo foi mordido em um dos vídeos porque ele teve que intervir para impedir que qualquer dano acontecesse ao outro cachorro. Esses vídeos foram filmados por uma ex-funcionária que foi primeiro aos jornais antes de me informar à RSPCA ou ao colega dela”.

A declaração acrescentou: “A polícia não está levando isso adiante devido às circunstâncias em que o homem estava, a menina estava sentada lá, filmando, em vez de ajudar. Nenhum cachorro foi ferido ou foi para casa ferido. O procedimento legal está em vigor e teremos nosso nome limpo”.

“Agradecemos a todos os nossos clientes fiéis que entraram em contato com nossa empresa primeiro para verificar os fatos. Se alguém precisar de mais informações, ficaremos felizes em fornece-las”.

Um porta-voz da RSPCA disse: “A RSPCA apenas promove métodos de treinamento positivos e baseados em recompensas e não tolera esse tipo de comportamento para treinar cães ou educa-los. A denúncia foi feita para nós e estamos analisando o caso, para iniciar os procedimentos legais”.

Por Ronaldo Gomes

Fonte: New Pangea (com informações do METRO UK)

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.