Ativistas dos direitos dos animais propõem reestruturar aquário marítimo de parque aquático russo

Ativistas dos direitos dos animais propõem reestruturar aquário marítimo de parque aquático russo

Ativistas dos direitos dos animais de Vladivostok fizeram uma manifestação em defesa dos animais do aquário Primorsky e prepararam uma petição endereçada ao Presidente da Federação Russa com a proposta de reestruturar a instalação do parque aquático, contou o organizador da manifestação, RIA Novosti.

“Hoje foram cerca de 50 pessoas. O objetivo da campanha é mudar o perfil da Instituição, de um aquário com exploração de animais para o parque aquático Primaquatre sem animais, o qual ainda está no extremo oriente. Isto seria um marco para a cidade que permitiria que um grande número de pessoas conseguissem empregos, e daria aos animais uma vida sem exploração” – disse o interlocutor da Instituição.

De acordo com ele, o resultado da reunião foi entregar a petição para o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

“Nós continuaremos a coletar assinaturas e, quando eu chegar a um número expressivo, a petição será enviada para Putin por carta registrada”, ele disse.

Anteriormente, dois golfinhos-de-laterais-brancas-do-pacífico morreram no aquário. A polícia começou a investigar. A investigação relatou que a autópsia detectou lesões externas nas carcaças dos golfinhos e foi realizado um estudo histológico para detectar venenos, toxinas e substâncias químicas. Estabeleceu-se que não foi detectada nenhuma substância danosa na água.

Dias antes no mesmo aquário dois leões-marinhos-de-steller morreram, no verão, na ilha Sacalina. De acordo com a mídia local, havia sinais de trauma por força contundente nos corpos dos animais. A polícia abriu um caso criminal na ocasião da morte dos leões-marinhos. No website Change.org havia várias petições pedindo “punição para aqueles responsáveis pelas mortes dos animais no Primorsky Oceanarium, e o fechamento do SeaWorld”. A venda de ingressos foi temporariamente suspensa a partir de 1º de novembro “em conexão com trabalhos preventivos nos sistemas de engenharia no complexo”.

Tradução de Alice Wehrle Gomide

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.