Ativistas no Nepal protestam após recentes assassinatos de vacas e cães

Ativistas no Nepal protestam após recentes assassinatos de vacas e cães

Kathmandu (Nepal), 4 de Setembro: Ativistas de animais do Nepal se reuniram na quarta-feira no monumento de Maitighar Mandala para protestar contra o recente incidente de maus-tratos a vacas e cães nos distritos de Surkhet e Khotang.

Aproximadamente 25 vacas foram encontradas mortas e mais de 100 foram jogadas de ladeiras em Surkhet na última semana. Por outro lado, funcionários do município de Khotang foram vistos matando brutamente um cachorro em um vídeo.

Esses acontecimentos enfureceram o público, que organizou um protesto na capital. Eles foram vistos carregando cartazes e banners denunciando o comportando desumano contra os animais.

“Nós temos leis contra a brutalidade em animais, mas não há uma implementação adequada. O governo deveria trabalhar mais em trazer regras e regulamentos mais rigorosos, e eu desejo que ocorra um decréscimo em casos de maus-tratos e crueldade contra animais no Nepal”, disse Bimarsh Jhangham, um dos ativistas dos direitos dos animais que compareceu ao protesto.

Apesar de registrarem uma queixa contra os suspeitos envolvidos nos incidentes, a raiva das pessoas ainda não se resolveu.

Ativistas no protesto descreveram a condição grave dos direitos dos animais no Nepal, alegando que o próprio governo viola as disposições.

“A situação dos direitos animais no Nepal é muito sombria. Aqueles que estão no cargo governamental, que redige as leis, eles mesmos a violam”, Ang Puri Sherpa, que participou do protesto na quarta-feira, disse ao ANI.

Ativistas carregaram cartazes e proferiram palavras de ordem contra a crueldade animal durante o protesto. 

Tradução de Ana Carolina Figuereido

Fonte: ANI

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.