Ativistas protestam dentro de loja durante Black Friday após proibição da venda de peles

Ativistas protestam dentro de loja durante Black Friday após proibição da venda de peles

Ativistas dos direitos dos animais da organização Direct Action Everywhere (DxE) encenaram em uma loja de peles de Walnut Creek (EUA), na Black Friday, menos de uma semana após a abertura da loja. Uma mulher, Cassie King, disfarçada de gerente, recebeu clientes com entusiasmo satírico na loja, descrevendo as formas violentas e cruéis de tratar e matar os animais na indústria de peles. A loja de peles Maximillian vende peles realocadas da Saks Fifth Avenue, em San Francisco, onde uma proibição legal completa da venda de peles entrará em vigor em 1º de janeiro de 2020.

Isso ocorre em meio a uma onda de varejistas, estilistas e celebridades que abandonaram o uso de peles e com a Califórnia a se tornar o primeiro estado a proibir a venda de peles no mês passado. (A proibição da Califórnia entrará em vigor em 1º de janeiro de 2023.)

A DxE expôs um esquema de manifestação pago destinado a derrotar a proibição de peles da Califórnia, que diz ser um sinal da indústria desesperada e moribunda.

“O prognóstico é desfavorável para a violência e vaidade que é a indústria de peles”, disse King. “Os californianos comuns estão se levantando e manifestando para criar um mundo melhor”.

Vídeo do protesto na Black Friday

Tradução de Ana Carolina Figueiredo

Fonte: DxE via Indy Bay

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.