India acabar kambala H

Ativistas querem acabar com a Kambala, tradicional corrida de búfalos na Índia

Por Akram Mohammed / Tradução de Alice Wehrle Gomide

India acabar kambala

Kambala é um esporte tradicional do litoral de Karnataka, o qual atraiu a revolta de grupos de direitos dos animais por ser “cruel” com os búfalos. A primeira corrida da temporada 2015-2016 ocorreu no dia 21 de novembro. Em 18 de dezembro, o Conselho de Bem-Estar Animal da Índia (AWBI) pediu ao governo de Karnataka que as corridas com animais sejam banidas.

Autoridades dizem que o evento continua a ser realizado baseado nas diretrizes emitidas pelo Departamento de Bem-Estar Animal e Ciências Veterinárias (DAHVS) do governo do estado.

O AWBI escreveu ao Secretário-Chefe do estado “para tomar medidas pelo cumprimento das ordens da Suprema Corte na proibição de corridas com animais”. A carta segue uma denúncia feita pela PETA da Índia.

“Fora o Secretário-Chefe, os Comissários Adjuntos dos distritos de Dakshina Kannada e Udupi, e os oficiais do DAHVS também devem garantir que ações imediatas sejam tomadas para acabar com as corridas planejadas para 2015-16”, disse a carta escrita por Vinod Kumaar, Secretário-Assistente do AWBI.

Devido a uma ordem provisória emitida pelo Tribunal Superior de Karnataka em dezembro de 2014, Kambala foi organizada nos referidos distritos sob certas condições durante a última temporada.

A carta disse: “Em abril de 2015, entretanto, a Suprema Corte tinha indeferido os pedidos. A ordem provisória, a qual permitia o evento, foi removida quando a petição escrita foi indeferida. Além disso, a ordem do Vice-Diretor, o DAHVS, os comissários adjuntos dos distritos de Dakshina Kannada e Udupi, não é limitada para os eventos de Kambala organizados em 2014-15, mas sim, uma ordem permanente; e a decisão do Ministro de Assuntos Legislativos e Parlamentares do estado de Karnataka, datada de 14-11-2014 para acabar o Kambala e tais programas, os quais são ilegais e cruéis para os animais, deve ser rigorosamente aplicada”.

Os relatórios de inspeção de tais eventos indicaram violações das condições exigidas pelo Tribunal Superior de Karnataka e as previstas pelo Ato para Prevenção de Crueldade Animal. “Isto também prova sem dúvida que os eventos de kambala são inerentemente cruéis e não são em nenhuma forma diferentes das corridas de touros e Jallikattu, que são banidos pela Honorável Suprema Corte em todo o país”, disse a carta.

O comissário adjunto de Dakshina Kannada, A B Ibrahim, disse que a Kambala está sendo realizada com base nas direções da Suprema Corte.

  • Kambala é um popular esporte de corrida de búfalos no litoral de Karnataka.

  • Os eventos ocorrem em Dakshina Kannada e Udupi.

  • Os pares de búfalos são treinados para os eventos por famílias, que competem um contra o outro pelo prêmio principal.

  • As corridas ocorrem no inverno e no começo do verão.

Fonte: The New Indian Express

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.