Ativistas se manifestam contra a importação de peles de animais na Coreia do Sul

Ativistas se manifestam contra a importação de peles de animais na Coreia do Sul

Ativistas dos direitos dos animais deram uma coletiva de imprensa no Gwanghwamun Plaza, em Jongno-gu, Seul, para denunciar a prática de importação de casacos de Pele.

“A Coreia é um dos países que mais importa e consome peles de animais”, disseram os ativistas, e acrescentaram que os produtos de peles foram feitos removendo-se a pele enquanto os animais ainda estavam vivos. “É o pior tipo de agressão a animais.”

Os grupos também alegaram que, devido à falta de conscientização social sobre o assunto, a demanda e o consumo de produtos de peles tem aumentado nos últimos anos.

A moda recente dos casacos de pele de guaxinim se tornou muito popular, o que exacerba ainda mais a situação de animais que são desejados por sua pele.

Os ativistas disseram que mais de 100 milhões de animais encontraram a morte devido aos desejos dos consumidores modernos. “A importação e a venda de produtos de peles na Coreia do Sul devem parar”, disseram os ativistas dos direitos dos animais.

Por Lina Jang / Tradução de Alda Lima

Fonte: The Korea Bizwire

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.