Ativistas veganos argentinos colaram cartazes com os dizeres 'Violência é comer animais'

Ativistas veganos argentinos colaram cartazes com os dizeres ‘Violência é comer animais’

Um grupo local se somou às atividades do grupo de ativistas dos direitos humanos chamado “Voicot”. Durante o fim de semana, colaram cartazes em diversos pontos da cidade com frases contra o consumo de carne e seus derivados.

“Violência é comer animais”; “Até que a última jaula esteja vazia”; “Chega de matar animais”; e “Libertação animal, libertação humana” são algumas das frases que podia-se ler em cartazes que apareceram no último fim de semana de outubro em San Pedro, na Argentina.

Os cartazes tinham a assinatura de Voicot.com e foram colados em diversos pontos da cidade por ativistas veganos locais que se somaram a esse grupo que trabalha pela defesa dos direitos dos animais no país “não por sensibilidade, mas por justiça”, conforme afirmam.

"Violencia es comer animales": activistas veganos pegaron carteles en la vía pública durante el fin de semana.

Gepostet von Sin Galera am Montag, 28. Oktober 2019

Os residentes que se reuniram para gerar ações relacionadas com a difusão das propostas veganas procuram adesões, garantiu ao jornal La Opinión Luciano Giménez, que enviou as fotos da atividade do fim de semana.

Nos últimos anos, as posições que defendem a vida animal e propõem um consumo de alimentos, indústria, acessórios e todo tipo de objetos que não provenham da exploração animal vêm crescendo em adeptos.

Em alguns casos por moda, outros por interesse real, muitos jovens se somaram a esse tipo de iniciativas, apesar de ser preciso tomar precauções necessárias a respeito das dificuldades alimentícias que poderia acarretar a mudança de hábito.

Tradução de Alice Wehrle Gomide

Fonte: La Opinion 

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.