Atropelamento de animais é tema de campanha no lado argentino da fronteira

Atropelamento de animais é tema de campanha no lado argentino da fronteira

Entidade que atua na conservação do meio ambiente, a Fundação Vida Silvestre Argentina (FVSA) lançou, nessa segunda-feira (19), campanha que visa a alertar os motoristas que trafegam por estradas como a Rodovia Nacional 12, em Puerto Iguazú, sobre os riscos de atropelamento de animais como onças, mamíferos de diferentes portes e répteis.

De acordo com cálculos da entidade, que levam em conta registros oficiais e estimativas, somente em Misiones, mais de cinco mil animais são atropelados e mortos todos os anos, em especial na porção norte da província, onde há rodovias que cortam o Parque Nacional Iguazú e outras reservas públicas e privadas. A principal causa é o excesso de velocidade dos veículos.

“As rodovias são um elemento importante no desenvolvimento socioeconômico do país, contribuem para a economia local e regional, facilitam o turismo, incentivam o comércio e melhoram a qualidade de vida dos habitantes. Porém, quando não se faz um uso correto da infraestrutura viária, são gerados impactos negativos nos ecossistemas naturais que rodeiam as rodovias, além de colocar em risco a vida das pessoas”, argumenta a FVSA, em nota distribuída à imprensa.

“As rodovias geram fragmentação do habitat e obrigam a fauna silvestre a atravessá-las em busca de água, alimento, reprodução, refúgio, ou, simplesmente, passar de um fragmento a outro. É por essa razão que há certos trechos das estradas nos quais a velocidade máxima é de 60 quilômetros por hora. Esses trechos estão em áreas de selva, que são essenciais para conservar a diversidade natural e cultural e brindar bens e serviços ambientais que são imprescindíveis para a sociedade”, agrega a instituição.

Além da instalação de outdoors em pontos como a ligação entre o perímetro urbano de Puerto Iguazú e o acesso às Cataratas, a campanha lançada pela FVSA inclui ações na internet, com a disponibilização de filtros na rede social Instagram e incentivo à publicação de imagens que ajudem na conscientização sobre o tema. O perfil da entidade é o @fundacionvidasilvestre.

Outdoor instalado pela Fundação Vida Silvestre Argentina nas rodovias de Misiones.
Outdoor instalado pela Fundação Vida Silvestre Argentina nas rodovias de Misiones.

Estrada do Colono

A campanha argentina surge, justamente, no momento em que está em discussão, no lado brasileiro, a criação de uma “estrada-parque” sobre o leito da antiga Estrada do Colono, no Parque Nacional do Iguaçu.

A via foi fechada por decisão do Poder Judiciário, que levou em conta os impactos ao meio ambiente no local em que a largura da unidade de conservação é de apenas 17 quilômetros. Desde o fechamento definitivo da estrada, há duas décadas, a vegetação já foi completamente regenerada.

Por Guilherme Wojciechowski

Fonte: H2FOZ

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.