Filhotes de coala resgatados de incêndio são alimentados com mamadeiras. Divulgação/Hospital Koala Port Macquaire

Aulas de como fazer objetos para animais australianos se espalham pela internet

A comoção pelos incêndios florestais que estão devastando a Austrália continua grande, e entre as maiores preocupações daqueles que acompanham a tragédia ambiental está a situação dos animais que vivem no país. Tocados pelas imagens do coalas, cangurus e outras espécies da fauna australiana, voluntários estão se mobilizando pela internet para ensinar como confeccionar objetos que podem auxiliar nos resgates desses animais.

Em grupos do Facebook e fóruns de outros sites, pessoas de todo o mundo têm compartilhado imagens e vídeos no estilo “passo a passo” de como produzir mamadeiras e luvas para coalas, sacos para cangurus e até uma espécie de cama para morcegos feita com bastões, que simula a asa da mãe para deixa-los confortáveis.

Com muitas mortes, apesar de os números não serem exatos, a preocupação com o futuro da fauna australiana é muito grande. “Levamos muitas espécies que não estavam ameaçadas à quase extinção ou mesmo à extinção. É um Armageddon biológico raramente visto”, afirmou Kinsley Dixon, botânico e ecologista da Universidade de Curtin, em entrevista ao jornal norte-americano New York Times.
Coletividade

Em um grupo do Facebook administrado pelo Animal Rescue Collective Craft, são divulgados levantamentos dos objetos que estão em falta. Segundo a última lista, luvas para coala e os bastões com travesseiro para morcegos já não mais necessários. Já camas para cangurus, camas no geral e ninhos para roedores e pássaros estão em falta.

Bastões que simulam asas das mães de morcegos estão entre os objetos mais produzidos. Reprodução
Bastões que simulam asas das mães de morcegos estão entre os objetos mais produzidos. Reprodução

Cidadãos australianos também não estão medindo esforços para reduzir os danos causados pelo incêndio.. Além dos tradicionais abrigos que funcionam para acolher animais resgatados, pessoas espalham sementes e águas em alguns pontos afetados.

“É um holocausto”, lamentou Susan Pulis, administradora de um centro de assistência aos animais, ao ser entrevista pelo New York Times.

Tutoriais ensinam a confeccionar objetos para salvar animais australianos. Reprodução
Tutoriais ensinam a confeccionar objetos para salvar animais australianos. Reprodução
Incerto

Os números de mortes de animais silvestres da Austrália que foram divulgadas até agora são baseados em estimativas de densidade populacional e, portanto, não são tratados como absolutos pela comunidade científica. Estudos mais profundos ainda serão realizados para obter respostas concretas. O certo é que, até agora, já morreram 23 pessoas e mais de 60 mil quilômetros quadrados já foram destruídos.

Fonte: Último Segundo – iG

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.