Austrália: detido homem que se filmava abusando de animais mortos

Austrália: detido homem que se filmava abusando de animais mortos
O suposto autor dos eventos sendo preso. / NSW POLICE

Colin Baker, um australiano de 38 anos, foi preso na manhã do dia primeiro de maio por abusar de animais mortos enquanto gravava a si mesmo e depois postava na internet. A polícia de Nova Gales do Sul, um estado no sudeste da Austrália, já considera este um dos piores casos de abuso de animais na história do país.

Uma unidade policial do grupo que investiga crimes sexuais e exploração infantil na internet estava atrás dele desde fevereiro deste ano. Eles o apelidaram de ‘Beast Boy’, o mesmo pseudônimo que ele usava para compartilhar seu “material pornográfico”. Os agentes garantem que ele teria compartilhado pelo menos 500 vídeos.

Um policial com um cachorro encontrado vivo na propriedade de Baker / NSW POLICE
Um policial com um cachorro encontrado vivo na propriedade de Baker / NSW POLICE

Nas gravações era possível ver como Baker abusava de cães, ovelhas, cabras e galinhas. Inclusive de um canguru morto.

A prisão ocorreu às 7h30 da manhã. Os agentes realizaram uma grande batida em sua propriedade e encontraram um cachorrinho vivo. Ele foi levado para um abrigo local e recebeu tratamento veterinário.

Vários dispositivos eletrônicos – discos rígidos – nos quais Baker tinha vídeos de seus abusos, gravados ao longo de anos, também foram apreendidos na casa. Além disso, foi encontrado material de pornografia infantil e ele foi acusado de posse e solicitação do mesmo.

Ele teve sua fiança negada e comparecerá ao tribunal em 8 de julho. Ele é acusado de oito acusações de zoofilia.

Tradução de  Alice Wehrle Gomide

Fonte: Faro de Vigo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.