Ave marinha resgatada em Laguna (SC) morre intoxicada por ingestão de plástico

Ave marinha resgatada em Laguna (SC) morre intoxicada por ingestão de plástico

Uma pardela-preta (Procellaria aequinoctialis) resgatada em Laguna, no Sul de Santa Catarina, morreu intoxicada. A ave marinha tinha no estômago inúmeros fragmentos de plástico, e desidratada, morreu um dia após chegar na Unidade de Estabilização de Fauna Marinha da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

A ave foi resgatada na semana passada pela equipe do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS). Ela estava debilitada e regurgitou uma quantidade significativa de pequenos pedaços de plástico, segundo os pesquisadores.

De acordo com a médica veterinária Gabriela Cristini de Souza, o exame confirmou que a ave estava bastante desidratada e tinha diversos plásticos pequenos no tubo digestivo.

Nos quatro anos de projeto, a equipe da Udesc já registrou 312 animais com evidências de micro lixo após as necropsias.

Santiago Anguita / PMP-BS, Divulgação.(Foto: Foram encontrados pedaços de plástico no tubo digestivo da ave)

Canal de atendimento por telefone

Os pesquisadores solicitam à população que, ao encontrar um animal marinho vivo ou morto, entre em contato pelo telefone 0800-642-3341. A equipe da Udesc monitora o trecho entre Laguna e Imbituba, e reabilita animais ou realizada necropsia no trecho e Imbituba até Governador Celso Ramos.

O PMP-BS é uma atividade desenvolvida para atender uma condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

Por Lariane Cagnini

Fonte: G1

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.