Aves maltratadas são resgatadas pela Polícia Ambiental em Umuarama, PR

A Polícia Ambiental resgatou um papagaio-verdadeiro e dois periquitos-maracanã mantidos em cativeiro e em situação de maus-tratos. Os animais estavam em gaiolas pequenas, que estavam extremamente sujas e com comida estragada, em uma residência no distrito de Serra dos Dourados, a cerca de 18 km de Umuarama.

Segundo a PA, as aves também apresentavam machucados e ausência de penas por estarem confinadas por muito tempo em um local inapropriado. Foram examinadas por um médico veterinário e em seguida encaminhados a um criador credenciado junto ao Ibama – Instituto Brasileiro de Meio Ambiente para recuperação. A reinserção no meio ambiente dependerá da recuperação os papagaios.

Segundo a polícia, o responsável pelas aves não possuía autorização legal para mantê-las em cativeiro. Também teria informado que havia retirado as aves dos seus ninhos, quando filhotes, as mantendo engaioladas por satisfação pessoal.

Devido à ausência de autorização legal para manter as aves em cativeiro e pelas péssimas condições de alimentação e de higiene, o que caracteriza maus-tratos, contra o infrator foi elaborado um termo circunstanciado de infração penal, devendo ele responder pelos crimes da Lei de Crimes Ambientais, segundo a PA. Além da responsabilização criminal, ele deverá ser autuado administrativamente (multado) pelo Instituto Ambiental do Paraná.

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.