Aves silvestres e 108 galos de rinha são apreendidos em Jaguapitã, PR

Aves silvestres e 108 galos de rinha são apreendidos em Jaguapitã, PR

Por Alexandre Sanches

PR Jaguapita g img-20141230-wa0008

Uma denúncia que em dois imóveis no Centro de Jaguapitã (55 km de Londrina) haveria criação de galos de briga, uma equipe da Polícia Militar Ambiental – Força Verde, apreendeu na tarde dessa terça-feira (30), 108 galos de rinha e diversas aves silvestres mantidas em cativeiro de maneira irregular.

Segundo a porta-voz da Força Verde, soldado Camila Reina, os policiais foram até um imóvel onde encontraram quatro pássaros, sendo três pintassilgos e um sangue de boi, com anilhas adulteradas. As aves foram apreendidas e o responsável responde a um Termo Circunstanciado por crime ambiental.

Em seguida, os policiais seguiram para o segundo imóvel, localizado na Avenida São Paulo, onde encontraram 108 galos para rinha sendo criados em baias, além de três sabiás em condições irregulares. Durante a autuação em flagrante descobriu-se que os proprietários dos dois imóveis seriam mãe e filho.

Nesta segunda casa a mulher foi autuada, respondendo a Termo Circunstanciado por crime ambiental e maus tratos de animais. Pela grande quantidade de galos, ela ficou como depositária fiel até que seja concluído o inquérito.

As demais aves silvestres foram apreendidas pela Força Verde e deverão ser colocadas em liberdade após uma avaliação médica dos mesmos. No segundo imóvel também foram encontradas outras aves silvestres, mas estas estavam anilhadas corretamente e com documentação em dia.

Camila Reina disse que a população está realizando maior número de denúncias de crimes ambientais, principalmente envolvendo criação irregular de animais, o que está levando a uma maior autuação em flagrante.

PR Jaguapita g img-20141230-wa0012

PR Jaguapita g img-20141230-wa0013

PR jaguapita g img-20141230-wa0014

Fonte: O Diário

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.