Baleia-jubarte morta encalha em praia de Matinhos, PR

Baleia-jubarte morta encalha em praia de Matinhos, PR
Foto: Reprodução/CEM-UFPR

Uma baleia-jubarte encalhou na praia de Matinhos, no Litoral do Paraná, no início da manhã desta sexta-feira (2). Uma equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC), do Centro de Estudos do Mar da UFPR, atendeu a situação e confirmou a morte do animal.

A baleia é uma fêmea de sete metros de comprimento, o que indica que o cetáceo ainda era jovem, já que a espécie chega a medir até 16 metros na fase adulta — o equivalente ao tamanho de um ônibus e de um carro juntos. Já uma Jubarte filhote mede cerca de 4 metros.

Biólogos do LEC atenderam a situação em Matinhos e realizaram todo o procedimento de necropsia do animal, mas ainda não foi possível confirmar o motivo da morte. A resposta deve vir somente depois da análise do material recolhido nesta manhã.

Outros casos

Segundo o laboratório, outros dois casos de encalhe de animais mortos da mesma espécie foram registrados na última semana ao norte do Rio Grande do Sul. Ainda que a espécie tenha saído recentemente da lista de espécies brasileiras ameaçadas, a situação preocupa os pesquisadores.

No litoral paranaense, a aparição de baleias mortas não é rara. No último mês de janeiro, uma jubarte de 12 metros apareceu morta no balneário de Canoas, em Pontal do Paraná. No episódio, o animal surgiu na areia já em um avançado estado de decomposição. Equipes do Centro de Estudos do Mar e da prefeitura municipal tiveram que retirar o cetáceo da beira do mar e enterrá-lo em uma área próxima de restinga.

Em novembro de 2017, foi a vez de uma baleia da espécie minke aparecer morta na Ilha do Mel, chamando a atenção de turistas. No sistema digestório do animal, foi encontrada grande quantidade de areia – o que teria sido um dos principais motivos da morte.

Fonte: Gazeta do Povo

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.