Baleias Franca e Jubarte se reproduzem na costa brasileira

Baleias Franca e Jubarte se reproduzem na costa brasileira

Previsão é que nasçam 1,5 mil filhotes de jubarte. Fenômeno acontece porque as baleias procuram águas quentes para acasalar.

CIENCIA baleias e-6b65fe217311

As baleias Franca e Jubarte estão em período reprodutivo em todo a costa brasileira. A temporada começou em julho e vai até novembro, mas pode se estender até janeiro de 2015. O fenômeno acontece porque as baleias procuram águas quentes para acasalar.

“As baleias jubarte, por exemplo, nadam cerca de 4,5 mil quilômetros até o litoral brasileiro para terem seus filhotes em segurança”, contou Gláucia Pereira, analista ambiental e veterinária do Centro de Mamíferos Aquáticos (CMA).

As baleias franca (Eubalaena australis) são mais comuns no litoral do centro sul, que vai de Santa Catarina até Rio Grande do Sul. A baleia Jubarte (Megaptera novaengliae), por outro lado, ocorre em todo o litoral brasileiro, mas concentra-se mais no Banco dos Abrolhos, sul da Bahia.

Para garantir que os filhotes nasçam em segurança, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e parceiros desenvolvem diversas ações de conscientização. “As normas de avistagem das baleias e a restrição à exploração de petróleo durante o período reprodutivo são algumas das formas de proteger as baleias”, contou Milton Marcondes, Diretor de Pesquisa do Projeto Baleia Jubarte.

Baleia Jubarte

Esta espécie quase foi extinta por causa da caça predatória, permitida até o inicio do século XX. Com a suspensão da caça e fiscalização do ICMBio, as populações de baleias jubarte estão aumentando devagar, porém progressivamente. Para este ano, estão previstos os nascimentos de pelo menos 1,5 mil filhotes na costa brasileira.

Em maio deste ano, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) anunciou a saída da baleia jubarte da lista de espécies ameaçadas de extinção.

Baleia Franca

A baleia franca é a mais antiga entre as grandes baleias atuais. Acredita-se que este mamífero exista há pelo menos 2 milhões de anos. A espécie está ameaçada de extinção e, para este ano, a previsão é que nasçam pelo menos 40 filhotes.

Além disso, o ICMBio desenvolve, em parceria com o Projeto Baleia Franca, programas de monitoramendo da espécie na Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca.

“Os programas são voltados à pesquisa para elucidação de uma série de aspectos relacionados às baleias franca, como monitorar a ocorrência, o comportamento e os deslocamentos das baleias; analisar e determinar os padrões de ocupação sazonal por meio do monitoramento aéreo no litoral centro sul de Santa Catarina; analisar aspectos de saúde da população através da avaliação de encalhes de animais mortos, bem como técnicas de avaliação visual e coleta de material biológico de baleias vivas”, contou Karina Groch, Diretora de Pesquisa do Projeto Baleia Franca.

Fonte: ICMBio / Portal Brasil

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.