Bancária adota cadela que foi estuprada por morador de rua no DF

Bancária adota cadela que foi estuprada por morador de rua no DF
ARQUIVO PESSOAL

Menos de um mês após ser estuprada por um morador de rua no Paranoá, a cadela Veruska ganhou um novo lar. Depois do sofrimento e de ficar internado com suspeita de lesão em órgãos, o animal recebeu alta e, nesta quinta-feira (11/4), foi adotado.

De acordo com a advogada da ONG Adoção São Francisco, Ana Paula Vasconcelos, a mudança só trará benefícios para a cadela. “Ela ainda está em um estado de observação. Não pode entrar em contato com outros cães nem ser vacinada. Mas ir para um lugar fora da clínica é bom para ela”, afirma.

A responsável por oferecer um novo lar para Veruska é a bancária Leila Marques Figueira, 34. Moradora da Asa Norte, ela diz que se comoveu com o caso. “Fiquei chocada quando fiquei sabendo do que aconteceu. Cheguei a comentar que, se ela não achasse uma família, eu adotaria. Como ninguém foi atrás, tomei a decisão de acolhê-la”, conta.

Agora, a bancária diz que continuará com o tratamento que o animal precisa, para que Veruska possa se recuperar 100%. “Ela tem bastante energia, mas ainda terá que ficar um mês sem descer. Neste momento, é continuar dando os remédios. Comprei um tapete higiênico para que ela possa fazer as necessidades. Ela merece um descanso depois de tudo o que passou”, comenta.

Relembre o caso

Um morador de rua foi preso em flagrante pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), no dia 25 de março, por abusar sexualmente da cadela. O crime ocorreu próximo à rodoviária do Paranoá e foi denunciado por quem passava no local.

Algumas pessoas que ouviram o animal uivar chamaram uma viatura da PMDF que circulava pelas redondezas.

Ao chegarem ao local, os PMs flagraram o morador de rua J. P. S., 47 anos, praticando o ato sexual. Ele foi preso e levado à 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), e responderá por maus-tratos previstos na Lei de Crimes Ambientais. A pena varia de 3 meses a 1 ano.

Já a cadela foi acolhida pela ONG Projeto Adoção São Francisco e conduzida para o Hospital Veterinário Dr. Antônio Clemenceau, na Asa Sul.

Morador de rua flagrado estuprando uma cadela no Paranoá - PCDF/DIVULGAÇÃO
Morador de rua flagrado estuprando uma cadela no Paranoá – PCDF/DIVULGAÇÃO

Por Matheus Garzon

Fonte: Metrópoles

Morador de rua é preso em flagrante ao tentar estuprar cadela no Paranoá, em Brasília

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.