Banco de Sangue Canino da Unesp de Botucatu (SP) precisa urgente de doação

Banco de Sangue Canino da Unesp de Botucatu (SP) precisa urgente de doação

Neste sábado a redação do Acontece Botucatu recebeu um pedido para que pessoas que possuam cães possam levá-los para fazer a doação de sangue no Hospital Veterinário da Unesp de Botucatu. O banco de sangue canino da Unesp em Botucatu está com o estoque baixo de bolsas para atendimento de animais que necessitam de transfusões de sangue.

O pedido veio da tutora de um cãozinho que está internado no hospital e precisa de transfusão. “Tem vários cachorros lá precisando urgente de sangue e um dele é o do meu filho. O Brad está muito mal e não só ele, mas vários estão lá necessitando”, disse Josy Frazão.

A doação pode ser feita durante todos os dias da semana, mas neste momento de pandemia é preciso fazer o agendamento para realizar a doação. Os animais doadores recebem o hemograma e um exame bioquímico de graça.

Os pré-requisitos para um cão ser doador são:

– Ter entre 1 e 8 anos de idade;

– Ter bom temperamento;

– Apresentar mais de 25kg (cão);

– Não ter passado por procedimento cirúrgico recente;

– Apresentar vacinação anual e vermifugação semestrais atualizadas.

O Banco de Sangue Canino da Unesp funciona todos os dias, inclusive aos finais de semana, das 8h00 às 18h00, junto ao Laboratório Clínico Veterinário da FMVZ.

O telefone para contato é o (14) 3880-2059. Acesse a fanpage para acompanhar os trabalhos no link https://www.facebook.com/BSHVUnesp.

Fonte: Acontece Botucatu


Nota do Olhar Animal: Claro que não é uma “doação” do animal, como estes pedidos costumam indicar, mas o “dano” é mínimo, insignificante (uma picada de agulha) para um benefício enorme: a saúde e, muitas vezes, a vida para outros animais. E, neste caso, a “doação” ainda tem uma contrapartida que acaba beneficiando o cão que teve seu sangue retirado, com exames laboratoriais que indicarão suas condições de saúde, o que aliás deveria ser uma rotina veterinária.

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.