Bangladesh tem primeira prisão por abuso animal em sua história

Por Kamrul Hasan / Tradução de Alice Wehrle Gomide

A Polícia de Bangladesh, na última terça-feira (7), prendeu três pessoas por agredirem um cachorro nas ruas da capital Rampura no mês passado.

Esta é a primeira vez na história do país que alguém foi preso por abusar de um animal.

Os detidos foram identificados como Johnny, Sobhan e Imram, todos residentes da área de Wapda em Rampura.

O grupo de bem-estar animal Obhoyaronno fez uma denúncia na Delegacia de Polícia de Rampura em 18 de junho, após ficar sabendo do incidente.

Obhoyaronno, a Fundação para o Bem-Estar Animal de Bangladesh, foi fundada em 2009.

De acordo com um post na página oficial do grupo no Facebook, a organização disse: “Nós soubemos do incidente somente porque algumas pessoas se importaram o suficiente para resgatarem o cachorro, anotarem os nomes dos perpetradores e testemunharem contra eles”.

Os irmãos Shourav Shamim e Zahid Hossain estão tratando e cuidando do animal agredido, chamado de “Whitey”, de acordo com a página do grupo no Facebook.

A diretora de assuntos legais da organização, Nadia Choudhury, conseguiu entrar com a ação após superar vários obstáculos, o grupo disse.

O Sub-Inspetor da Polícia de Rampura, Jasim Uddin, responsável pela investigação do caso, disse que os três acusados estavam fugindo até serem presos no dia 7.

O caso foi aberto com base no Ato de Crueldade aos Animais, de 1920. Ele disse que esta foi a primeira vez que viu uma ação judicial sobre abuso animal.

O Sub-Inspetor disse que, se provados culpados, os acusados podem ficar até três meses na prisão.

A fundadora do Obhoyaronno Rubaiya Ahmed disse aos repórteres que se os abusadores forem julgados e punidos com sucesso, a incidência de abuso animal reduzirá.

O professor Dr. Md Anwarul Islam, chefe executivo do Wild Team, antigo Wildlife Trust de Bangladesh, e presidente do Departamento de Zoologia da Universidade Dhaka, disse que agredir um cão deve ser considerado um crime e os perpetradores devem ser punidos.

Ele disse que a sociedade deve mudar sua atitude para com os animais. “Punição para os criminosos irá advertir os outros sobre maltratar animais”.

Rubaiya acrescentou: “Se eles forem punidos, outros perceberão que não podem simplesmente fazer o que querem com um animal”.

“Para conseguir prevenir eficientemente a crueldade animal, a sociedade deve entender que os animais possuem sentimentos, sentem dor e merecem ser tratados com bondade e compaixão”, Dr. Anwarul Islam disse.

Fonte: Dhaka Tribune

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.