Barueri (SP) alerta para risco da ‘resgate e captura’ de aves

Barueri (SP) alerta para risco da ‘resgate e captura’ de aves
Imagem ilustrativa

A primavera é a época do ano com maiores índices de reprodução de aves. Com isso, também cresce o número de filhotes de aves silvestres que são “resgatados” pela população após serem encontrados em ninhos ou árvores. Mas fazer esse tipo de captura, seja para manter o animal em casa ou motivada até pelo instinto de ajudar, tem sido uma das grandes preocupações dos ambientalistas de Barueri, já que a cidade conta com muitas áreas verdes, onde ocorrem esses casos.

“É muito comum as pessoas, no anseio de ajudar, capturarem filhotes de aves, e isso é um grande problema. Ele precisa dos cuidados e orientações que os pais dão. A retirada sem critério de filhotes leva à morte ou à impossibilidade de retornar à natureza, condenando o animalzinho ao cativeiro. Algumas espécies são bastante sensíveis a esse problema”, alerta Ivan Vanderley Silva, diretor do Departamento Técnico de Biodiversidade da Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente.

Já a bióloga Erika Sayuri Kaihara, gestora do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cestas), lembra que nesta época do ano é comum aparecerem nas clínicas veterinárias, Centros de Zoonoses e Cetas grande quantidade de filhotes de aves silvestres trazidos pela população em busca de auxílio, por considerarem que os animais estão abandonados.

Fonte: Web Diário

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.