BBC defende novela The Archers depois que ativistas de direitos dos animais alegaram que ela promove a caça ilegal

BBC defende novela The Archers depois que ativistas de direitos dos animais alegaram que ela promove a caça ilegal

A rede BBC defendeu a novela The Archers depois que ativistas acusaram o programa da Radio 4 de promover a caça ilegal a filhotes de raposa.


Grupos de defesa dos direitos dos animais pediram aos seus seguidores que escrevessem para a emissora depois que Shula Archer disse no programa da semana passada que planejava ir “caçar no outono” para “treinar os jovens”. Eles disseram que essa é uma referência à caça ilegal de filhotes de raposa e pediram à BBC que pare a novela.

No entanto, a emissora reagiu a essas alegações, e esclareceu que as referências à caça no outono eram, na verdade, sobre trilhas de caçadas legais, que envolvem apenas o uso de odor artificial e não caça a filhotes de raposa.

A BBC também prometeu continuar a discutir caça no programa, apesar da reação dos grupos anticaça. The Archers discute a questão todos os anos e os personagens do programa exibem visões diferentes, com Jill Archer a se opor veementemente ao hobby de sua filha, Shula.

Chris Luffingham, Diretor de Campanhas da League Against Cruel Sports (Liga Contra Esportes Cruéis), disse: “a BBC deve destacar que a caça ao filhote de raposa, chamada de caça de outono em um episódio recente, é uma prática cruel e ilegal que não tem lugar em uma sociedade moderna e compassiva de amantes dos animais.

“Apesar de a caça ter sido proibida há 13 anos, as caçadas continuam a atacar a vida selvagem britânica e a caça de outono ensina os cães a matar e ter um gosto pelo sangue das raposas, literalmente destruindo-as.!”

“Milhares de filhotes de raposa são mortos a cada verão e outono nesta prática horrível que expõe as mentiras lamentáveis dos caçadores de que eles teriam deixado de atacar a vida selvagem britânica”.

Enquanto os ativistas afirmam que a caça de filhotes é generalizada, aqueles que representam grupos de caça apontam que houve apenas 13 condenações pela Lei de Caça, ligadas a 300 caçadas registradas no Reino Unido nos 14 anos desde que a lei foi implantada. Em média, essas caçadas correspondem a aproximadamente 15.000 dias de caçada a cada ano.

Um porta-voz da BBC respondeu: “Quando os personagens discutem a caça de outono, é uma referência à caça legal em trilhas, envolvendo um cheiro artificial e não raposas, que a série também fez em anos anteriores. Como um drama fictício, The Archers continuará a apresentar questões rurais contemporâneas, inclusive a caça”.

Antes que a caça se tornasse ilegal, os caçadores se referiam à atividade no início da estação, na qual atacavam filhotes, como “caça de outono”. Agora, as caçadas legais ainda designam os primeiros passeios, nos quais os caçadores usam roupas mais casuais e passeiam pela floresta em vez de campos abertos, mas em vez de perseguir filhotes, eles seguem cheiros em trilhas.

A organização Action Against Foxhunting (AFF) discorda, e alega que a BBC estava “mostrando seu apoio à caça à raposa”.

O grupo de campanha disse: “Shula Archer diz que vai caçar no outono. Ela menciona que está levando os “jovens cães”. Nós, da AAF, vemos um problema nisso. A BBC mostra seu apoio à caça à raposa porque sabemos que Shula Archer está realmente indo caçar filhotes para treinar seus jovens cães para matar.

“Aqui é onde a caçada vai para um bosque onde eles sabem que uma família de raposa vive. Eles cercam o bosque, fazendo um barulho terrível para manter os filhotes de raposa dentro dele. Eles então mandam os jovens cães para abater os filhotes. Isso não só é brutal, mas é ilegal e generalizado. Ao chamá-las de caça do outono, as caçadas tentam esconder o que realmente fazem, e a BBC apoia isso”.

Por Helena Horton / Tradução de Adriana de Paiva Correa

Fonte: The Telegrah

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.