Benji foi atropelado e deixado com o olho a cair. Este cão merece ser feliz

Benji foi atropelado e deixado com o olho a cair. Este cão merece ser feliz
O cão-pirata está à procura de uma família.

já caía a noite e Teresa Gomes não esperava receber visitas. Estava tranquilamente na sua casa quando ouviu bater à porta. Assim que abriu e viu o ar de aflição dos “dois moços” que estavam à entrada, nem pensou em oferecer chá e torradas. Os seus olhos mostravam que nada de bom se passava.

“Disseram-me que estava um cão deitado na estrada principal, pois tinha acabado de ser atropelado. Fui a correr ver como estava”, começa por descrever à PiT a presidente da associação Amigos dos Animais da Chamusca, sediada no distrito de Santarém.

Apesar de o acidente ter acontecido em dezembro de 2022, Teresa, de 59 anos, lembra-se perfeitamente dos detalhes daquela noite. “Cheguei ao pé do cãozinho e percebi que o embate do carro tinha sido maioritariamente na zona da cabeça. Tanto que tinha o olho esquerdo completamente caído”.

Não sendo nova nestas andanças da causa animal, soube imediatamente o que fazer. “Liguei para a Proteção Civil, que foi buscá-lo e levou-o para o veterinário”.

Teresa não tinha grandes esperanças no que dizia respeito à recuperação da visão do cão com cerca de cinco anos. Mas, quando este chegou à clínica, teve as suas previsões confirmadas: “Não tiveram outro remédio senão retirar-lhe o olho. O veterinário disse logo, mal o viu, que isso ia acontecer”, explica.

Apesar disso, Benji, como o batizaram, tendo em conta que não tinha chip quando foi encontrado, é um cão muito feliz: “É extremamente meigo e adora festinhas”. Teresa descreve-o como um cão muito sossegado, apesar de brincalhão. E a sociabilidade é uma das suas maiores virtudes. “Não tem qualquer problema com animais. Com os outros cães é impecável, e com pessoas também”.

Teresa e os restantes voluntários da associação não têm qualquer informação sobre o passado de Benji. Não sabem se já teve uma família ou quem foi a pessoa que o atropelou e escolheu abandoná-lo no local. Mas isso também não importa.

O que interessa agora é arranjar-lhe um futuro repleto de amor e carinho. E a presidente só tem apenas uma exigência: “Ele precisa de alguém que lhe dê bastante atenção”, confessa. Seja uma pessoa com mais idade, que desfrute da sua sossegada companhia, ou uma família repleta de miúdos que adorem dar festinhas, Benji só precisa de alguém com tempo para ele.

O “cão-pirata” está no Pinder, a nova plataforma de adoção responsável da PiT, à procura de alguém disposto a navegar com ele por uma vida recheada de felicidade. Apesar de ter esta condição, é um cão extremamente saudável e uma grande fonte de companhia.

Carregue na galeria para ver algumas fotografias de Benji.

Por Carolina Jesus

Fonte: Pit / mantida a grafia lusitana original