Bezerros apanham até costelas quebrarem e tutora procura polícia

A moradora de um assentamento localizado em Antônio João, a 402 quilômetros de Campo Grande, MS, procurou a polícia depois de chegar em casa e ver que dois de seus bezerros estavam com as costelas quebraram e marcas de laço nas costas. O flagrante foi registrado nesta quinta-feira (16).

Conforme o registro policial, o crime ocorreu na quarta-feira (15), enquanto a moradora estava em Antonio João. Quando retornou ao assentamento se deparou com um dos bezerros de aproximadamente um ano e 5 cinco meses caído no chão, possivelmente com fratura nas costelas, pois apresentava dificuldades para levantar e não conseguia parar em pé. O outro animal de aproximadamente seis meses estava com sinais de laços nas costas.

Ainda segundo relatos da denunciante, no boletim de ocorrência, esta não é a primeira vez que os animais aparecem machucados e a suspeita é de que os maus-tratos são cometidos por um vizinhos que, inclusive, já atirou em direção à casa da assentada.

A mulher também relatou à polícia, que outro vizinho já foi até a sua residência com pedaço de madeira, mas foi impedido pelo cachorro.

A tutora dos animais mora sozinha e não tem testemunhas do fato, mas acredita que os maus-tratos ocorrem quando ela sai de casa.

O crime foi registrado como prática de abuso, maus-tratos e mutilação de animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, na DP de Antônio João.

Por Danielle Valentim 

Fonte: Midiamax

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.