BH: Cadela que aparece sofrendo maus-tratos em vídeo é resgatada; veja o momento do resgate

BH: Cadela que aparece sofrendo maus-tratos em vídeo é resgatada; veja o momento do resgate
Cadela foi resgatada dois dias após viralização de vídeo que mostra maus-tratos - Divulgação/Fred Costa

A cadela mostrada sofrendo maus-tratos em um vídeo divulgado nas redes sociais nessa terça-feira (25) foi resgatada pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (27) no bairro Providência, região Norte de Belo Horizonte.

O vídeo divulgado pela estudante Lorena Duque mostra uma mulher jogando água e agredindo o animal de estimação. Na tarde de quarta-feira (26) foram feitas as primeiras tentativas de entrar na casa e conversar com a suspeita, mas ela não quis receber os policiais.

Os agentes, então, entraram com um pedido de mandado de busca e apreensão, que foi concedido na noite de quarta. Segundo a equipe do deputado estadual Fred Costa (Patriotas) que participou da ação de resgate, a ação foi concluída por volta das 9h desta quinta e a cadela foi levada pela Polícia Civil. No vídeo que mostra a ação é possível ver que os agentes tiveram que pular o muro para tirar o animal da casa.

De acordo com a assessoria do parlamentar, foram feitas tentativas de conversar com familiares da suspeita e uma das irmãs dela teria afirmado que ela sofre de transtornos mentais. Agora, ficará a cargo da Polícia Civil o destino do animal. A corporação foi procurada para esclarecer os próximos passos, mas ainda não retornou o contato.

Entenda

No vídeo, é possível ver uma mulher jogando água e agredindo o animal com uma sandália. De acordo com Lorena Duque, 18, que divulgou o registro feito por uma amiga, os maus-tratos acontecem há pelo menos um mês na casa (assista à denúncia aqui).

No próprio dia da gravação, a amiga teria pedido à senhora para parar com o ato criminoso, mas a resposta foi negativa. “‘A cachorra é minha. Você não tem nada a ver com isso'”, reproduziu Lorena.

A gravação foi feita pela vizinha da agressora, mas só foi compartilhada e ganhou destaque após chegar às mãos de Duque, que se indignou com o caso e ligou para os órgãos de segurança pública.

A PM esteve no local por volta das 16h45 dessa terça para registrar o boletim de ocorrência, mas não foi autorizada pela mulher a entrar na casa. Segundo a corporação, a agressora parece viver em condições precárias, sozinha e sem energia elétrica. Há suspeitas de que ela seja portadora de doença mental.

Duque discorda. “Não acredito que seja. Ela conversa normalmente. Acho que ela tem alguns problemas e desconta na cachorra, à toa”, disse. Lorena também informou à PM que não viu ferimentos no animal, mas que ouve com frequência os abusos.

Após ter a entrada negada no local, a PM solicitou o acompanhamento da assistência social e um mandado de busca e apreensão para entrada na casa.

Além disso, o caso foi encaminhado para o Ministério Público Estadual (MPE), para a Zoonoses da capital e para a Delegacia de Crimes contra a Fauna, da Polícia Civil.

Por Daniele Franco (com Anderson Rocha)

Fonte: Hoje em Dia

Mulher agride cadela em BH, vizinha filma e vídeo gera revolta nas redes sociais

Os comentários abaixo não expressam a opinião da ONG Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.