SP Itu saguizinha projeto mucky H

Blankyta: Conheça a história da saguizinha leucística do Projeto Mucky, em Itu, SP

Macaquinha ganhou novo lar e um companheiro amoroso em Itu.

Por Jéssica Ferrari

SP Itu saguizinha projeto mucky

O Projeto Mucky recebeu, em novembro de 2015, uma saguizinha um tanto diferente. “Blankyta” foi entregue à Polícia Ambiental de Casa Branca (SP) por uma pessoa que a criava como bicho de estimação. Encaminhada a Itu, assim que chegou encantou a todos por sua particularidade muito especial: Blankyta é uma macaca leucística.

Leucismo vem do termo grego “leucos”, que significa branco. Trata-se de uma deficiência genética que resulta na perda da coloração dos pelos, tornando brancos alguns animais que, normalmente, seriam escuros. Como esse processo acontece apenas nos pelos, a pele, olhos e mucosas desses animais permanecem com a coloração normal, diferentemente do que acontece no albinismo, onde a pele e mucosas também são mais claras, além dos olhos, que podem ter cor rosada ou avermelhada.

Outra diferença entre o leucismo e o albinismo é que animais albinos são bastante sensíveis aos raios solares, enquanto os leucísticos não possuem essa característica, o que significa que todas as manhãs Blankyta pode tomar os seus banhos de sol sossegada, pois isso fará bem à sua saúde. A única limitação que essa linda saguizinha possui é que enxerga mal. Por isso, seu viveiro é adaptado à sua dificuldade de visão, sendo um pouco menor e com galhos entrelaçados para que ela não se machuque. Blankyta já ganhou um companheiro muito amoroso e dedicado, o saguizinho Belisco, que a ajuda no dia a dia e está sempre atento à macaquinha.

“Nossa gratidão a esse ‘casal’ que tem nos ensinado muitas lições de amizade e acolhimento, não importando a cor ou deficiência de cada um”, reconhece a Equipe Mucky.

O Projeto

O Projeto Mucky existe há 30 anos com o objetivo de reabilitar os primatas brasileiros que sofrem de maus tratos em função do tráfico de animais. É o principal programa voltado a saguis no Brasil.

O espaço está voltado principalmente para a qualidade de vida dos primatas. Portanto, ele não está aberto ao público. Mas é possível conhecer, com agendamento prévio, dentro de um contexto de aprendizagem e educação ambiental.

Para mais informações sobre o Projeto Mucky, agendamentos e colaborações, entre em contato com os responsáveis pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (11) 4023-0143.

Leia mais: www.projetomucky.org.br

Fonte: Itu

Mais notícias

{module [427]}

{module [425]}

Os comentários abaixo não expressam a opinião do Olhar Animal e são de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.